domingo, 8 de dezembro de 2013

SOBRE O AMOR E OUTRAS TEMÁTICAS


Onaldo Pereira > A Religião

Sobre o amor
O amor não aceita senhor. Em qualquer relação de amor estabelece-se uma igualdade final. Amar é um verbo que destrona tudo o que têm a ver com domínio.
O que o amor não permite não é lícito. O que o amor não provoca não vale a pena. Só os limites impostos pelo amor são legítimos. Só a liberdade concedida pelo amor de fato liberta. Qualquer poder que não o do amor trabalha contra a vida.
Onaldo

Magalhães Luís
Evangelho (do grego, "eu angélion") significa notícia boa, felicitante. Como denunciou Nietzsche, o que, de facto, muitas vezes, as Igrejas transmitiram, transmitem por palavras e obras, foi e é um Disangelho, uma notícia má e causadora de infelicidade.
Não gosto1Maishá 6 horas

Magalhães Luís
Os anunciadores do Evangelho terão, antes de mais, de perguntar a si próprios o que significa o Evangelho para eles mesmos. Estão verdadeiramente interessados nele porque lhes traz alegria, sentido para a existência e salvação? Só a partir daí poderão avançar para a sua entrega aos outros. Precisamente porque é uma notícia boa, feliz e felicitante.
Não gosto2Maishá 6 horas

Magalhães Luís
Como escreve o papa Francisco no seu "A alegria do Evangelho". Francisco não quer bispos "príncipes" nem "de aeroporto" a viajar em vez de estar ao serviço das pessoas. E sabe que a missão da Igreja e das demais Igrejas (mesmo porque até escatologicamente acabou o "tempo da Igreja proselitista") não é ganhar prosélitos, mas contribuir para a felicidade e alegria de todos. Tudo parte desta constatação, que inaugura a exortação: "A alegria do Evangelho enche o coração e a vida toda dos que se encontram com Jesus. Aqueles que se deixam salvar por Ele são libertados do pecado, da tristeza, do vazio interior, da solidão. Com Jesus Cristo, nasce constantemente e renasce a alegria. Nesta exortação quero dirigir-me aos cristãos para os convidar para uma nova etapa evangelizadora marcada por essa alegria e indicar caminhos para a marcha da Igreja nos próximos anos." Ficam aí alguns desses caminhos.
GostoMaishá 6 horas

Magalhães Luís
A palavra mais repetida no documento é a palavra alegria. A Igreja tem, pois, de ser uma casa onde reina a alegria, o que não significa ausência de esforço, de trabalho e sacrifício. A Igreja tem de ser a "Casa do Pai", o Deus que ama e perdoa sempre, e onde, por isso, as pessoas se sentem bem: os sacramentos (baptismo, eucaristia...) não são só para "os perfeitos". "A Igreja não é uma alfândega", controladora das pessoas e fiscalizadora das suas ideias, mas uma casa aberta, onde há transparência e fraternidade. Nela, o predomínio não pertence à doutrina mas ao Evangelho e, portanto, à confiança e à esperança, aonde todos se podem acolher. A Igreja tem de ser missionária, sair de si mesma, arriscar e ir ao encontro das pessoas, sobretudo das que vivem nas "periferias" geográficas e existenciais. Uma Igreja livre, capaz de denunciar profeticamente as injustiças do mundo. Uma Igreja atenta aos "sinais dos tempos", como mandou o Concílio Vaticano II e Yeshua o Massiach, e assim capaz de comunicar a sua mensagem com linguagem viva e actual - atenção às homilias e pregações!
GostoMaishá 6 horas

Magalhães Luís
Para, e escrevo agora no contexto da Igreja Católica, a "catolicidade" impõe-se a reforma das estruturas eclesiásticas, portanto, mais colegialidade e sinodalidade, isto é, mais democracia. "Uma excessiva centralização, mais do que ajudar, complica a vida da Igreja e a sua dinâmica missionária." Assim, "não se deve esperar do Papa uma palavra definitiva ou completa sobre todas as questões". "Não é conveniente que o Papa substitua os episcopados locais no discernimento de todas as problemáticas que se colocam nos seus territórios." "Igreja somos todos" e por isso é necessário desclericalizá-la e activar a corresponsabilidade dos leigos, reconhecendo à mulher os seus direitos nos lugares de decisão.
EditadoGostoMaishá 6 horas

Magalhães Luís
Abraço caloroso a todos e a todas. Shalom! Gratia!
Não gosto2Maishá 6 horas

Mary Almeida
amor c amor ñ dói............
Não gosto1há 6 horas

Magalhães Luís
Mary, chaverá, se for com o Amor do HaShem, i.e., Ágape, sem dúvida.
Gosto1Maishá 6 horas

Gostohá 6 horas

Magalhães Luís
Trecho de Ágape, de Padre Marcelo Rossi (Nota: Actualizado por mim. Para ser um texto ecuménico, inclusivo)

O VERBO DIVINO

Evangelho de São João
Capítulo 1

1 No princípio era o Verbo, e o Verbo estava junto de Deus e o Verbo era Deus. 2 Ele estava no princípio junto de Deus. 3 Tudo foi feito por ele, e sem ele nada foi feito. 4 Nele havia a vida, e a vida era a luz dos homens. 5 A luz resplandece nas trevas, e as trevas não a compreenderam. 6 Houve um homem, enviado por Deus, que se chamava João. 7 Este veio como testemunha, para dar testemunho da luz, a fim de que todos cressem por meio dele. 8 Não era ele a luz, mas veio para dar testemunho da luz. 9 [O Verbo] era a verdadeira luz que, vindo ao mundo, ilumina todo homem. 10 Estava no mundo e o mundo foi feito por ele, e o mundo não o reconheceu. 11 Veio para o que era seu, mas os seus não o receberam. 12 Mas a todos aqueles que o receberam, aos que creem no seu nome, deu -lhes o poder de se tornarem filhos de Deus, 13 os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do homem, mas sim de Deus. 14 E o Verbo se fez carne e habitou entre nós, e vimos sua glória, a glória que o Filho único recebe do seu Pai, cheio de graça e de verdade. 15 João dá testemunho dele, e exclama: Eis aquele de quem eu disse: O que vem depois de mim é maior do que eu, porque existia antes de mim. 16 Todos nós recebemos da sua plenitude graça sobre graça. 17 Pois a lei foi dada por Moisés, a graça e a verdade vieram por Jesus Cristo. 18 Ninguém jamais viu Deus. O Filho único, que está no seio do Pai, foi quem o revelou. (Tradução Alternativa, não trinitária:http://marcosandradeabrao.blogspot.pt/2013/07/elohim-bereshit-creation-yochanan-verbo-ceus-terra-mashiach-luz-adam-kadmon.html)

Este trecho que abre o Evangelho de São João fala de forma bastante poética da criação e do mistério da salvação dos homens.

A palavra nos diz que tudo o que há no mundo foi criado por D'us. Não diz como se deu a criação. Não diz se evoluímos de alguns animais ou se houve uma explosão ou se, nas diversas eras, o andar foi se aprimorando. A essência do texto é a de que tudo o que há no mundo foi criado por D'us. Fala também da salvação. O Filho de Deus, o Verbo se fez carne e habitou entre nós. E isto aconteceu para que pudéssemos compreender o amor e o amar. O substantivo e o verbo. O conceito e a acção!

Fala-nos de João Batista, o anunciador. Nasceu de um milagre. Filho do sacerdote Zacarias e da prima de Maria de Nazaré, Isabel. Foi o Mal'ach (Anjo) Gabriel quem anunciou o feito. O casal tinha uma idade avançada e Isabel era considerada estéril. Não tinham filhos. João era a voz que ecoava no deserto. Vivia como um asceta. Sem bens. Sem preocupações materiais. Batizava no Jordão. Foi ele quem batizou o próprio Cristo.

Conta-nos o texto sobre Moshe Rabbeinu (Moisés, http://www.torahweb.org/torah/2000/parsha/rros_vaera.html).

O Tanach (a Bíblia) diz que Moisés foi o Profeta, o libertador com quem D'us falava face a face. Moisés significa “tirado das águas”. A sua sobrevivência foi um milagre. Foi salvo da morte a que tinham sido condenadas todas as crianças de origem hebreia do sexo masculino pelo faraó, que tinha medo do crescimento deste povo intruso no Egito. Moisés ficou numa cesta e foi encontrado pela filha do faraó.
EditadoNão gosto1Maishá 5 horas

Magalhães Luís
Moisés foi escolhido para libertar o Povo Eleito e caminhar com ele pelo deserto. Após várias negativas do faraó e das pragas que acometem o seu povo, o faraó deixa o povo ir. Depois se arrepende, mas o povo já estava diante do Yom Suf (1). Moisés consegue cruzar o Mar dos Canaviais e conduzir os eleitos de D'us. Recebe as Tábuas da Torah (Lei, Instrução), adverte o povo da idolatria e caminha incansável até a Terra Prometida. Moisés morre antes de entrar na nova terra. O escolhido para continuar a sua missão foi Josué.

O texto do Evangelho de São João fala ainda da luz que veio ao mundo para iluminar.

E aqui vai a nossa reflexão, queridos irmãos e irmãs.

O tema da luz está presente em toda a davar (דבר, palavra) de D'us.

A criação do mundo e do homem é uma vitória da luz sobre as trevas. São Paulo revela que o cristão é Filho da Luz.

E o que significa ser Filho da Luz?

O sentido de trevas ou escuridão é dado àquilo que não se vê ou àquilo que não se pode ver porque envergonha. A violência, a corrupção, a mentira, o pecado nos remetem para as trevas. Um marido que espanca sua mulher ou que trai sua relação esconde a ação vergonhosa. O pai que mente para o filho ou o filho que mente para o pai não quer ser descoberto. O falso médico, o advogado mentiroso, o político desonesto, o motorista embriagado, todos de alguma maneira vivem na escuridão. A luz revela. Se há alguma sujeira na casa e as luzes estão apagadas, as pessoas não conseguem perceber a ausência do cuidado, da limpeza. Quando a luz se acende, o que era sujo começa a incomodar

Cristo é o Filho da Luz. E os cristãos são convidados a ser os novos cristos. Portanto, todos nós somos chamados a ser Filhos da Luz.

Quem vive no escuro tem medo da luz. Quem passa alguns dias dentro de um quarto escuro com as janelas fechadas, quando entra a primeira fresta de luz, tem a sensação de cegueira de tanto que a luz incomoda. É preciso se acostumar com a luz para que os olhos enxerguem, de fato, a paisagem que antes estava escondida.

A escuridão nos remete aos erros. Não os erros que cometemos. Errar faz parte. A escuridão faz parte dos erros em cuja permanência insistimos. Há tantos erros que são facilmente percebidos, mas a nossa teimosia e comodismo nos impedem a busca de uma nova vida. E incorremos nos mesmos erros. Evidentemente, há doenças que maculam uma vida. Sei o quanto irmãos nossos, doentes do alcoolismo, tentam se livrar e não conseguem. Não julguemos. Há muitos que acusam estes irmãos de vadios, irresponsáveis, fracos. O alcoolismo é uma doença. O usuário das drogas ilícitas também vive um inferno. O inferno do vício, o inferno da escravidão. Por isso prevenir é tão importante. Quando o problema surge, é preciso paciência, perseverança e muito amor. Não se retira um filho das drogas com espancamentos nem com expulsões. Quando o vício já faz parte da vida de um jovem, é preciso mais cuidado ainda, mais amor ainda para que uma nova vida possa surgir. Uma vida iluminada.

A luz é a novidade. A paisagem só pode ser contemplada verdadeiramente sob a luz. Sem sujeiras.

Gosto daquela história das duas famílias que moravam uma em frente à outra. Todos os dias, o marido de uma das casas, ao voltar do trabalho, encontrava a esposa reparando nas roupas sujas penduradas na área da casa vizinha. Ficava indignada. Não entendia por que não as lavava adequadamente primeiro, para só depois colocá-las no varal. E dizia isso com impaciência e com a certeza de que a vizinha era descuidada e suja. Depois de algum tempo, cansado das reclamações da mulher, o marido deu uma sugestão simples e óbvia. Disse a ela que limpasse o vidro da janela da sala deles, que estava imundo, e, então, veria que não eram as roupas da vizinha que estavam sujas.

História simples com um ensinamento de grande significado. O descuido com a limpeza não era da vizinha. É fácil jogar a culpa no outro. O problema é sempre do outro. Ser Filho da Luz é iluminar a vida para que os meus problemas sejam resolvidos. Para isso é preciso assumir que eles existem. Na história, a mulher não imaginava que era a sua vidraça que estava suja. Essa é uma questão importante. A dificuldade em ver o meu problema faz com que eu não consiga solucioná -lo. O primeiro passo para levantar é ter a percepção da queda.

Jesus veio ao mundo, veio para os seus e os seus não O reconheceram. Faltou luz. Ágape é luz. É luz que dissipa as trevas, que dissipa a escuridão. É luz que ilumina e aquece.

Oração
Senhor,
Eu quero ser Filho da Luz.
Eu quero levar ao mundo a Tua luz.
Senhor,
Eu sei que muitas vezes eu vivi na escuridão.
O pecado foi me consumindo e eu me acostumei com as trevas.
Eu fui infiel.
Eu abandonei o amor em busca de prazeres que não me trouxeram a felicidade.
Eu errei, Senhor.
Mas hoje estou aqui Te pedindo perdão.
Hoje estou aqui abrindo as janelas e recebendo a Tua luz.
Que a Tua luz me invada, me retire o medo de viver e me faça um anunciador.
Eu quero anunciar o Teu amor, mesmo que seja no deserto.
É essa a minha missão e é por isso que estou aqui nesta oração.
Faz de mim o que quiseres.
Eu Te amo, Senhor.
Sou Teu Filho.
Sou Filho da Luz!
Amém.

(1) http://jtf.org/forum/index.php/topic,68834.msg590945.html?PHPSESSID=mafd9ejqqfptq0dgiensk91621#msg590945
EditadoNão gosto1Maishá 5 horas

Albérico Coelho
Desculpa se estou sendo chato mais você Magalhães começou bem e terminou enfadonho tenho dois livro pra ler: Leituras e leitores na França do Antigo Regime (Roger Chartier) e A era dos extremos (Eric Hobisbaw) e aida tem uma que coloca trecho de pr. Marcelo que é a favor do proselitismo religiso em especial Católico....
Gostohá 1 hora

Magalhães Luís
Desculpa. Mas o texto do Padre Marcelo é um ponto de partida. Eu incluí algumas dicas adicionais dentro do texto. Dicas inclusive do Judaísmo da Unidade. Pode acompanhar mais sobre Yeshua, mas agora em debate aqui. » 1 »» http://adragononfire.blogspot.pt/2013/12/debate-do-noahide-joao-alves-correia-x.html || » 2 »» http://adragononfire.blogspot.pt/2013/12/debate-do-noahide-joao-alves-correia-x_8.html || » 3 »» http://cavrt.blogspot.pt/2013/11/blog-post_4973.html || » 4 »» https://m.facebook.com/story.php?story_fbid=455675031210047&id=100003026611767&__user=100003026611767 || » 5 »» http://cavrt.blogspot.pt/2013/12/catequese-hemeroteca.html ||
Magalhães Luís
Leia mas é informações históricas seguras e independentes: http://ebiblioteca.org/?%2Fver%2F63594
http://www.scribd.com/mobile/doc/41438685
http://www.triplov.com/ista/cadernos/cadernos17/Frei-Francolino/estudo-tradicional-cristianismo.htm
http://www.triplov.com/ista/cadernos/cadernos17/Frei-Francolino/index.htm
http://www.triplov.com/ista/cadernos/cad_10/potencial_utopico.htm (Potêncial utópico do cristianismo primitivo)
http://www.triplov.com/ista/escritura/francolino/antigo_testamento.html
21/11
Magalhães Luís
Neste último link tem uma abordagem científica sobre o Tanack e Yeshua.
21/11

Magalhães Luís
Adendo: http://pastoralreformadadadiversidade.blogspot.pt/2013/04/leitura-tirada-do-2-capitulo-do-livro.html
21/11
Magalhães Luís
Neste adendo temos uma análise de alguns temas do Tanack: http://catalogo.bnportugal.pt/ipac20/ipac.jsp?session=1F66209K6953P.275452&profile=bn&source=%7E%21bnp&view=subscriptionsummary&uri=full%3D3100024%7E%21592603%7E%212&ri=1&aspect=basic_search&menu=search&ipp=20&spp=20&staffonly&term=Vaz%2C+Armindo+dos+Santos%2C+1944-&index=AUTHOR&uindex

Mas sobre a homossexualidade... Eis um link meu: http://pastoralreformadadadiversidade.blogspot.pt/search/label/Tese%20sobre%20Homossexualismo
E: http://veja.abril.com.br/noticia/ciencia/homossexualidade-pode-ser-influenciada-pela-epigenetica
21/11
Magalhães Luís
E: www.google.pt/search?q=epigenética&oq=epigen&client=tablet-unknown&sourceid=chrome-mobile&espv=1&ie=UTF-8#espv=1&q=epigenética+e+a+homossexualidade || https://m.facebook.com/onaldo.pereira.3?refid=18&ref=bookmark
"Vieram com o crepúsculo e, na barra do dia, ainda chegavam.
Abrão chegou com Sara e ela disse:
- Dissemos a D'us que ficamos em Ur. Lá para onde queríamos ir já tem muita gente. Tomar terra dos outros não deu certo!
Na sua vez, Zarathushtra ponderou:
- Vou retirar o que escrevi contra os nómadas dos Gathas, isto só gerou preconceito e violência!
Sidarta Gautama proclamou:
- Nem tudo é só sofrimento, mas também bondades e gozo! O nirvana é o equilíbrio desta complexidade.
Moisés:
- Convenci o HaShem a mudar o coração do Faraó a favor dos yisraelitas, libertando-os da escravidão e deixando que ficassem no Egito. Canaã já tem o seu povo!
Jesus:
- Decidi não morrer na cruz; Deus não quer sacrifício. Também mudei o meu discurso, para não dizer que sou o único caminho. O mundo será melhor assim!
Maomé:
- Não há D'us a não ser Alá e, todos os D'us e D'usas são Alá! Não é necessário nenhum profeta para dizer isto!
Bahá'u'lláh, Meher Baba, Sai Baba, Osho e outros, anunciaram juntos:
- A humanidade não carece de avatares, nem de mestres ou profetas. D'us É em todos os seres e, no Seu sorriso todos habitam. Nada há que revelar!
Krishna, Bastet, Oxalá, Tupave, Aracy, o Grande Espírito, Altjira, Akna, Hunab Ku, Rudá, Nabia, Ngai, Roog e milhões de outras experiências numinosas da humanidade, num coral com todas as vozes e línguas cantaram:
- A bondade é do mundo, dele as Suas belezas. Para os seres fartura, alegria e apreciação. Na dor de se ser criado o amor é amado. Somos o Ser que se vê como obra prima do amor.
Pudessem mudar os mitos e a história... E os estão mudando!
Onaldo"
EditadoNão gosto1Maishá 32 minutos

Magalhães Luís
JUDEU CARAÍTA
Quanto aos teólogos digo apenas:

כי לקח טוב נתתי לכם תורתי אל־תעזבו׃

Pois eu vos dou boa doutrina; não abandoneis a minha Torah

Provérbios/Mishlei 4:2
29/10 · Enviada através da web
Magalhães Luís
Desafio para si...
29/10
Magalhães Luís
http://www.biblebelievers.org.au/judaism.htm
Imagem externa
http://www.biblebelievers.org.au/judaism.htm
29/10
Magalhães Luís
http://www.isaude.net/pt-BR/noticia/10714/ciencia-e-tecnologia/populacao-judaica-ashkenazi-e-mais-diversificada-geneticamente
29/10
Magalhães Luís
A minha resposta adicional:
29/10
Magalhães Luís
http://mazaltzadicauvin.tumblr.com/post/65257930314/o-judaismo-nas-suas-proprias-palavras
Imagem externa
O Judaísmo nas suas próprias palavras
O Judaísmo nas suas próprias palavras http://www.biblebelievers.org.au/judaism.htm
29/10
Magalhães Luís
Mais: http://inacreditavel.com.br/wp/o-sacrificio-de-6-milhoes-de-pecadores/
Imagem externa
O sacrifício de 6 milhões de pecadores | Inacreditavel
O primeiro-ministro israelense, Ehud Barak, reagiu às declarações de Yossef, dizendo que “não são dignas da posição do rabino, porque podem atentar contra a memória das vítimas da “Shoah” (Holocausto), os sentimentos de suas famílias e de todo o povo judeu”.
29/10
Ariel Haddad

סוּר מֵרָע וַעֲשֵׂה- טוֹב וּשְׁכֹן לְעוֹלָם:

Aparta-te do mal e faze o bem; e terás morada para sempre. Tehilim (Salmos) 37:27
24/11 · Enviada a partir do Chat
Magalhães Luís

24/11
Magalhães Luís
http://tzadiccauvin.tumblr.com/.../harderfitterfastersmar... - As nossas origens: Génesis 1 e o "Umbigo do Mundo", localizado no maciço de Morais, em Portugal.

Magalhães Luís
Aprecie estes dados... http://tzadiccauvin.tumblr.com/post/68965177271/harderfitterfastersmarter-moosezekiel
Imagem externa
harderfitterfastersmarter: moosezekiel: ... | RHEMA DIZENTE
harderfitterfastersmarter: “ moosezekiel: “ lupine-lunatic: “ ihopeshesabeautifullittlefool: “ Spreading the Xmas cheer guys & Chaverim ” ” Génesis 1 »» Antes do Princípio, Elohim (אֱלֹהִ֔ים, D’us), o...
4/12 às 10:04
Magalhães Luís
Aqui..
..
4/12 às 10:04
Magalhães Luís
O Maciço de Morais, em Portugal, é conhecido no universo científico pela expressão “Umbigo do Mundo”, por apresentar características geológicas que explicam o processo de formação do planeta. No Maciço de Morais podem observar-se testemunhos da colisão do Continente Laurússia, do Continente Gondwana e do Oceano Rheic, os dois continentes e o oceano que milhões de anos mais tarde geraram a cartografia do mundo dividido nos cinco continentes que hoje conhecemos.
EditadoGostoMaishá 18 minutos

Magalhães Luís

Se Deus se parecesse com um sapo, teria sido fácil suprimir todos os sapos, mas desde o momento em que Deus é semelhante a vós, não serve de nada destruir as imagens de pedra. Teríeis que vos suicidar no meio dos túmulos.

Graham Greene (1904-1991)
6/8
Magalhães Luís
LEVÍTICO 11:5-6 - Como pode a Bíblia afirmar que o coelho e a lebre ruminam, se hoje a ciência sabe que eles não ruminam? - Estou num debate sobre esta temática. Podes acompanhar aqui: http://cavbyxx.blogspot.pt/2013/08/a-coelha-amy-rumina.html

Lá eu menciono a cecotrofia.
Destaco um trecho de um link curioso para responder ao amigo Marcio Machado Dos Santos: "After the first passage through the hare's or rabbit's digestive system the food is only partly digested. The second passage completes digestion and what is then expelled is dung. Amy treats it as dung by not eating it again." | "Após a primeira passagem através do sistema digestivo da lebre ou do coelho a comida é apenas parcialmente digerida. A segunda passagem completa a digestão e é aí que é então que podemos afirmar que o que é expulso é esterco. O coelho Amy (1) ilustra este curioso e extraordinário evento quando trata a acção última [i.e., após a segunda passagem] como sendo esterco; já que não tenta ou não almeja comê-lo novamente."
1 - Fonte: http://ed5015.tripod.com/BHaresAndCud145.html »» "The Bible does not call hares and rabbits "ruminants". Ruminants are classified by anatomy and are mammals that possess a stomach of three or four chambers. This clearly excludes hares and rabbits.

If, however, cud is food returned to the mouth from the digestive system and swallowed again, then ruminants, hares, and rabbits all do this.

And that is what the Bible evidently means by "chewer of cud" or "make cud ascend" — not classification based on anatomy, but the repeat passage of food through the digestive system.

There's even a monkey that chews cud although monkeys are primates and not ruminants. New Scientist reported that the proboscis monkey of Borneo "can truly be said to chew the cud." (2nd April, 2011, p. 19) The monkey regurgitates food and re-chews."
"Does Amy, the rabbit pictured in #145, "chew cud?" Yes. By Moses' alternative method of cud-eating, now called "caecotrophy", Amy eats cud." | "Será que a Amy, o coelho retratado em #145, "mastiga a rumina?" Sim. Pelo método alternativo de Moisés de rumina-comer, agora chamado "cecotrofia", Amy come a rumina". http://cuniculturamussoi.blogspot.pt/2009/08/cecotrofia.html

CUNICULTURA MUSSOI: CECOTROFIA
cuniculturamussoi.blogspot.com

http://cuniculturamussoi.blogspot.pt/2009/08/cecotrofia.html »» "A necessidade dos coelhos praticarem o hábito de ingerirem as suas próprias fezes deve-se ao fato de a área microbiana intestinal situar-se na parte posterior do aparato digestivo, diferentemente dos ruminantes (bovinos), nos quais se situam na parte anterior, esta parte do intestino age como uma câmara de fermentação e, é nesta área em que é quebrada a celulose da fibra, onde se obtém os nutrientes essênciais para a vida dos animais."

CUNICULTURA MUSSOI: CECOTROFIA
cuniculturamussoi.blogspot.com

http://3.bp.blogspot.com/_xwSFXpCCgwU/SpfVPz9Wr-I/AAAAAAAAAhQ/HbRmJ7_YtXo/s1600/desenhodoCoelho2.jpg
3.bp.blogspot.com
Hares and Cud
ed5015.tripod.com
EditadoGostoMaishá 13 minutos

Magalhães Luís
Leia este texto: https://www.facebook.com/OurJewishCommunity/posts/10151506082281426
Abraço!
Rabbi Barr reflects the tweets of two public figures. - See more at: http://ourjewishcommunity.org/the-tale-of-two-tweets/#sthash.P8gH2xjB.dpuf
6/8
Magalhães Luís

6/8
Magalhães Luís
Ouviste?
Rabbi Barr sabe o que é essencial.

http://ourjewishcommunity.org/dont-quote-the-bible/
GostoMaishá 11 minutos

Magalhães Luís
Magalhães Luís
Você quer ajudar-me a procurar um texto do Reform Judaism que fala da falta de compaixão de Noah, que limitou-se a obedecer ao Hashem e a construir a Arca?
Sem proferir qualquer palavra aos de fora da família?
3/6
Ariel Haddad
ja li isso
3/6 · Enviada a partir do Chat
Magalhães Luís
É um belo texto. Perdi-o.
3/6
Ariel Haddad
é uma interpretação sim
nas não é reformista
3/6 · Enviada a partir do Chat
Magalhães Luís
Tem o link?
3/6
Ariel Haddad
é de rashi
não tenho o link
3/6 · Enviada a partir do Chat
Ariel Haddad
mas me recordo na Yeshivah quando isso foi ensinado
3/6 · Enviada a partir do Chat
Magalhães Luís
Que pena.
3/6
Ariel Haddad
sim...
deve existir algum link disso sim
mas me recordo como sendo um comentario de Eashi
que dizia que ele era um justo
3/6 · Enviada a partir do Chat
Magalhães Luís
Mas eu li no essay de um judeu reformista que falava da empatia.
3/6
Ariel Haddad
mas não era um JUSTO EM SUA GERAÇÃO
pois não se importou com os demais
não insistiu diante de D'us para salvar os demais
3/6 · Enviada a partir do Chat
Magalhães Luís
Isso mesmo.
3/6
Ariel Haddad
não foi como AVRAHAM
que colocou D'us em cheque
dizendo....
3/6 · Enviada a partir do Chat
Magalhães Luís
Comentário de Eashi. Vou procurar.
3/6
Ariel Haddad
"apague meu nome do teu livro se for destruir eles"
Noah não questionou
fez a arca
colocou os seus
3/6 · Enviada a partir do Chat
Magalhães Luís
Abraham homem de compaixão.
3/6
Ariel Haddad
e foi salvo.
3/6 · Enviada a partir do Chat
Ariel Haddad
por isso ele foi um homem justo
3/6 · Enviada a partir do Chat
Magalhães Luís
De empatia.
3/6
Ariel Haddad
mas nada espetacular
nada compardo a Avraham ou a Moshe.
3/6 · Enviada a partir do Chat
Magalhães Luís
Homem Justo. Que inclusive deu os melhores pastos a Ló.
3/6
Ariel Haddad
voce pode me citar, dar essa minha interpretação, caso não ache nenhum link.
3/6 · Enviada a partir do Chat
Magalhães Luís
Grato. Farei isso mesmo que ache o link. Nos meus blogues.
3/6
Ariel Haddad
a base é unicamente a Torá e portanto não há como ninguem rechassar, a Torá é imbativel.
alias...
acho por vezes que é isso que acaba irritando os que seguem o talmud
pois enquanto eles ficam na superficie com inumeras interpretações
3/6 · Enviada a partir do Chat
Magalhães Luís
Interessante.
3/6
Ariel Haddad
nós falamos somente daquilo que consta na Torah e sob isso são obrigados a engolir a seco.
e como nõa precisamos deles para nenhuma decisão legal como casamento ou conversão
3/6 · Enviada a partir do Chat
Ariel Haddad
eles ficam mais irritados por que não obedecemos ao monopolio ortodoxo.
3/6 · Enviada a partir do Chat
Magalhães Luís
Agora pergunto: Como a Carta aos Hebreus o põe como Herói da Fé?!
3/6
Ariel Haddad
nós no judaismo somos a EXCESSÃO A REGRA!
rsrs
3/6 · Enviada a partir do Chat
Magalhães Luís
Falta de inspiração do hagiógrafo?
Uma Carta sem espírito crítico.
kkkkkkkk
3/6
Magalhães Luís
Você quer dizer "exceção". Ou excepção.
"Excessão" não existe.
kkkkkk
Quanto mais preciso o nosso cérebro filológico-linguístico melhor a nossa argumentação.
Concorda?
Shalom!
Vou procurar os links.
3/6
Magalhães Luís
Abraço!
3/6
Ariel Haddad
sim
erro meu
obrigado por me mostrar a forma correta!
3/6 · Enviada a partir do Chat
Magalhães Luís
De nada.
3/6
Magalhães Luís
https://www.facebook.com/groups/500108853376842/
3/6
Magalhães Luís
Para não esquecer. kkkkkkkk!
3/6
Ariel Haddad
kkk
3/6 · Enviada a partir do Chat
Magalhães Luís
Achei!!!
3/6
Magalhães Luís
http://urj.org/archives/torah/ten/feeds//?syspage=article&item_id=95020
Imagem externa
10/15/12 Monday - Reform Voices of Torah - Noach - URJ
Shabbat, October 20, 2012, 4 Cheshvan, 5773The Torah: A Modern Commentary, pp. 57–91; Revised Edition, pp. 57–83; The Torah: A Women's Commentary, pp. 35–58Haftarah, Isaiah 54:1–55:5The Torah: A Modern Commentary, pp. 326–329; Revised Edition, pp. 85–87
3/6
Ariel Haddad
que bom...
3/6 · Enviada a partir do Chat
Magalhães Luís
Leia-o...
Eu depois publico-o no grupo.
É excelente!
3/6
Ariel Haddad
pode publicar...
lerei sim...
3/6 · Enviada a partir do Chat
Magalhães Luís
3/6
Ariel Haddad
eu me recordei com o texto...
foi em um debate talmudico
3/6 · Enviada a partir do Chat
Ariel Haddad
os rabinos do Talmud dizem o seguinte:

Em sua geração, o rabino Yochanan apontou, mas não em outras gerações. No entanto, de acordo com Resh Lakish, o versículo sugere que, se até mesmo em sua geração Noé era um homem justo, tanto mais que em outras gerações.
3/6 · Enviada a partir do Chat
Ariel Haddad
bom... é isso.
veja... ao contrário do que muitos imaginam, mesmo hoje eu seguindo a linha caraita não discordo da opinião do talmudista rabino Yochanan...
ele estava certo em sua interpretação.
3/6 · Enviada a partir do Chat
Magalhães Luís
Justo não era. Justo é ser inclusivo. Como em Nínive.
3/6
Ariel Haddad
ok... é o ponto da discussão.
mas...
3/6 · Enviada a partir do Chat
Magalhães Luís
Você é equilibrado e sensato.
3/6
Magalhães Luís
O rabino Yochanan tem o meu beneplácito.
kkkkkkk
3/6
Ariel Haddad
o que tanto os seguidores da interpretação noahita como os tamudistas não entendem é que nós judeus da corrente caraita, somos livres para aceitar ou não uma interpretação...

Não seguimos cegamente o que disseram no passado, mas trazemos cada caso ao presente e confrontamos com outros pontos da Torá, como você já fez inclusive!
3/6 · Enviada a partir do Chat
Magalhães Luís
Ditto.
3/6
Ariel Haddad
A Torá tem seu ponto de equilíbrio e sua interpretação não é dúbia.
3/6 · Enviada a partir do Chat
Magalhães Luís
Certo.
3/6
Ariel Haddad
Quando nos defrontamos com algum ponto de difícil interpretação, onde nosso conhecimento linguístico, histórico ou contextual apresenta nossa limitação e procuramos ajuda... É nesse momento que a figura dos sábios e da literatura se tornam cruciais no entendimento da Torá.
3/6 · Enviada a partir do Chat
Magalhães Luís
Isso mesmo, Ariel. Como em relação ao rabino Yeshua Nazoreu, eu sempre penso nesta citação: "Messias, Verbo de Deus, Filho de Deus, Salvador, Rei, Cordeiro de Deus... Por uma vez, queria abafar esta litania, aproximar-se desse Homem, sem prestar atenção a estas etiquetas, que de certo ele não ostentava sobre o seu peito como outras tantas condecorações, queria aproximar-se dele e ver a sua vida. Simplesmente, como vive, anda, sorri, sente. Então, perguntar-lhe-ia: Tu,quem és?" A. M. Bernard. Abraço!
3/6
Ariel Haddad
não utilizamos "achometro" para interpretar... na verdade nossa interpretação é quase 95% idêntica a talmúdica, pois por vezes o talmud apenas registrou o que era pratica judaica.
3/6 · Enviada a partir do Chat
Magalhães Luís
Exacto!
Abraço1
e Shalom!
3/6
Ariel Haddad
acho realmente que os 5% de diferença é o que gera o barulho entre os talmudistas, pois atingimos por vezes as praticas pagãs nesses 5% de diferenças na interpretação.

E eles não gostam de admitir que o abandono do calendario biblico, o uso do tefilim, velas, e galinhas no kippur são influencias recebidas de outros povos...
3/6 · Enviada a partir do Chat
Ariel Haddad
Abraços amigo e shalom.
3/6 · Enviada a partir do Chat
Magalhães Luís
É próprio do moralismo destilar maldições sobre as mais autênticas alegrias humanas. Instalou-se, há muitos séculos, em certas correntes do cristianismo e reaparece, periodicamente, como se fosse a sua versão mais genuína pelo seu “desprezo do mundo”. É, na verdade, uma importação estranha à poética pregação de Cristo que respira, em cada gesto e em cada parábola, o gosto da plenitude da vida ( Jo 20,30-31).
3/6
Magalhães Luís
Nada como a alegria de Abraham. Partilhar o seu sentido de justiça com D'us.
E que é a alegria original.
GostoMaishá 7 minutos

Magalhães Luís
Magalhães Luís
Tem rabina na sua sinagoga?
Estou a ouvir um rabino e uma rabina: http://ourjewishcommunity.org/videostreaming/streaming/
É uma experiência e tanto!
Fico triste por viverem em sociedades de tipo patriarcal.
20/4
Ariel Haddad
lamento também
20/4 · Enviada a partir do Chat
Ariel Haddad
não é o nosso caso.
deixo a voce um video de um de nossos estudos.
https://comjucase.wordpress.com/2013/02/06/mulheres-no-judasmo-carata/
20/4 · Enviada a partir do Chat
Magalhães Luís
Você está próximo dos reconstrucionistas?
http://www.judaismoprogressista.org/
São caraítas inclusivos?
20/4
Ariel Haddad
somos inclusivos
20/4 · Enviada a partir do Chat
Magalhães Luís
Caramba!
20/4
Ariel Haddad
estamos próximos de todos que querem abraçar a Torá.
somos abertos.
20/4 · Enviada a partir do Chat
Magalhães Luís
Que bom...
GLBT também?
20/4
Ariel Haddad
não conhecemos tão somente os "messianicos"
20/4 · Enviada a partir do Chat
Ariel Haddad
GLBT não.
entretanto entendemos que a sexualidade é assunto pessoal e que cada um dará contas de todos seus atos a D'us.
20/4 · Enviada a partir do Chat
Magalhães Luís
Fico muito feliz! Shabbat Shalom!
20/4
Magalhães Luís
Mulheres no Judaísmo Caraíta
Misoginia é o ódio ou desprezo ao sexo feminino (mulheres ou meninas).
A palavra vem do grego misos (μῖσος, “ódio”) e gyné (γυνή, “mulher”). fonte:http://pt.wikipedia.org/wiki/Misoginia

Discriminação, misoginia ou apenas uma interpretação equivocada?
Julgamos para o bem… como sendo uma interpretação equivocada! Mesmo assim, temos que abrir os olhos e ver os fatos tal qual eles são…
Para tanto, vamos iniciar mais este estudo:

As mulheres no Judaísmo Caraíta.
20/4
Ariel Haddad
nesse estudo falamos sobre o papel da mulher.
https://comjucase.wordpress.com/2013/02/06/mulheres-no-judasmo-carata/
GostoMaisAgora mesmo

Magalhães Luís
O meu é um shabbat humanista. Veja o link: http://ourjewishcommunity.org/videostreaming/streaming/ || Recomendo-lhe algo engraçado e criativo: http://bibliafreestyle.com.br/mc/14
GostoMaisAgora mesmo

Magalhães Luís
Ariel Haddad
Já temos dois estudos já disponiveis, que são importantes para todos... estou preparando outros... irão na sequencia... esse estudo refuta as ideias dos 7 mandamentos de Noah...

http://comjucase.wordpress.com/2013/04/03/torah-para-todos-os-povos/
e esse outro explica os 10 principios de fé do judaismo caraita, materias basicas a todo membro da comunidade.

https://comjucase.wordpress.com/2013/04/03/dez-princpios-de-f-carata/
GostoMaisAgora mesmo

Ciclo Ecuménico de Oración

Esta semana oramos por:

Se o homem não deixar de consumir combustíveis fósseis também não terá como minimizar as consequências da braveza dos mares que, de imediato destruirá várias cidades costeiras. E se o consumo deixar de acontecer agora, o homem ainda sofrerá os danos provocados à atmosfera pelo período de 30 a 50 anos, até que o gás já emitido seja dissipado. Com o atual retrato a previsão é de que a água deverá subir entre 4 e 5m de altura. Nos Estados Unidos as principais cidades a serem atingidas são Baltimore, Miami, Nova Orleans, Nova Iorque e até Washington, além de Londres, na Inglaterra. Nova Orleans sofreu com o Katrina, mas nada foi feito para minimizar novas catástrofes, segundo cientistas, que prevêem outros furacões Além dessas, outras cidades costeiras do mundo sofrerão o mesmo efeito, devido às alterações do derretimento das calotas polares e de grandes geleiras. À medida que as calotas derretem aparecerão áreas escuras (antes gélidas e claras), onde o sol ganhará força de impacto, fenômeno chamado pelos cientistas de Efeito Feedback. Esse desaparecimento também indica que o homem presenciará mudanças na Terra. Mas, atualmente, já se registra o desaparecimento de geleiras em todo o mundo. Nas últimas 3 décadas, cerca de 25% das geleiras peruanas desapareceram. Esse registro ocasiona outro efeito nas regiões afetadas. As mudanças, por serem radicais, exigem alterações e respostas rápidas do homem na questão da sobrevivência. Os exemplos registrados até hoje mostram que a segunda parte não acontece. Ao nível dos oceanos que aumentam junte-se o calor nos mares. No ano 2000, um acontecimento jamais visto deixou cientistas perplexos. Uma barreira de 11 mil metros quadrados de gelo desprendeu-se da calota da Antártida e em torno de 3 trilhões de toneladas de gelo seguiram mar adentro. Caso somente o gelo da Antártida e da Groelândia se derreta, o nível do mar aumentará até 9m, segundo previsão científica. Programa Grace A seriedade da situação fez com que a entidade científica de influência global, a Nasa, se unisse a outra agência alemã, para juntas construírem o Programa Grace, com o objetivo de ‘bisbilhotar’ os efeitos do degelo. O programa lançou os satélites Tom e Jerry, que há cinco anos medem as alterações gravitacionais ocasionadas pelo derretimento de gelo na Groelândia e na Antártida. Toda a água compactada em blocos de gelo ao derreter, ocasiona mais pressão por ocupar mais volume no espaço. Satélites monitoram os efeitos do degelo na pressão atmosférica Segundo cientistas o calor derrete entre 100 e 200 bilhões de toneladas de gelo por ano. Invasão de mares Em muitos lugares do mundo o mar é o responsável pela perda de terra seca em função ao aumento de seu nível. Em Bangladesh fazendeiros perderam áreas de plantação de arroz por causa da invasão de água salgada do mar. Além de causar sérios problemas sócio-econômicos, provocando a mudança de comportamento de animais e migrações em massa para países desenvolvidos, o risco da falta de água potável é outro grande problema a enfrentar. No Rio de Janeiro Em São João da Barra, no norte fluminense, uma maré alta destruiu um prédio de quatro andares, em 5 de abril de 2008. Nos últimos 35 anos, o mar avança a média de 3m a cada 12 meses. Mais de 200 casas já foram destruídas pelas ondas, desabrigando moradores. Segundo pesquisas do Departamento de Engenharia Cartográfica da Universidade do Estado de Rio de Janeiro (Uerj), nos últimos meses a erosão tem se acelerado, além do previsto e avançou 7m, o dobro da média anual, medida desde a década de 50. Nos Estados Unidos A cada dia a água do mar invade 30cm de área da cidade de Luziânia (EUA) e grandes áreas de terra são consumidas pelo mar. Na mesma região, 13 ilhas desapareceram nos últimos 100 anos e a remanescente Ilha Robert já perdeu 8m de terra desde junho de 2008. No século passado, os Estados Unidos sofreram a ação devastadora provocada por 167 furacões. Os mais violentos foram o Vilma, Rita e o Katrina. O Projeto Argo, lançado para medir o estado físico dos oceanos, mostra por meio de 3 mil bóias distribuídas pelos oceanos, que o aquecimento ocorre com velocidade alarmante. E somente neste século, os cientistas prevêem a elevação do nível do mar entre 30 a 90cm. Cidades vulneráveis As cidades norte-americanas ameaçadas por furacões do nível 2 (como o Isabel), são Baltimore, Nova Orleans, Miami, Nova Iorque e até Washington. Londres não fica fora da lista. Elas são vulneráveis a furacões que podem provocar o aumento do nível do mar e inundações de 4 a 5m. Segundo previsões, os furacões continuarão e com maior incidência Na Europa Em fevereiro de 1953, a força dos ventos e a maré alta destruíram diques na Holanda, desenvolvidos desde a Idade Média. O resultado foi desastroso, pois 300 fazendas e 3 mil casas foram destruídas e 1,8 mil pessoas morreram. Em 2007 o mar invadiu a capital da Finlândia. Destruição de efeito dominó Os pântanos, ao lado das ilhas, são acidentes geográficos que minimizam a ação de furacões, por desgastar por fricção, a velocidade do vento. Mas, também, ao lado das ilhas, segundo pesquisa, os pântanos estão desaparecendo. O aumento da temperatura dos oceanos também ocasiona tempestades violentas. O oceano mais quentes e o aquecimento que provoca o degelo de calotas polares, causará destruição sem limites. Leia mais no livro Fronteira Final

NOTÍCIAS

Get Adobe Flash player

A minha Lista de blogues