sexta-feira, 5 de abril de 2013

UN EURO UNA PESI - PARTE II || ESPINOZA E OS JUDEUS



Eliezer Abensur
Espinoza era gay e era cristão


Magalhães Luís
"O primeiro a falar de democracia absoluta foi a grande alegria Spinoza. Sei, podemos dizer que sua coragem partiu da compreesão da democracia absoluta como regime de governo organizado pelas ações livres dos homens, manifestadas de modo racional na imanência das leis e da participação direta de todos nas decisões da cidade. E não sei; mas temos que entender que tanto as leis quanto os cidadãos, em Spinoza, agem de acordo com o “direito comum da cidade”. Realmente; um direito que torna-se civil e público não por fazer parte do Estado somente, mas porque é desenvolvido por todos e para todos, para o comum, fazendo da multiodão a carne da produção política, econômica, social e cultural. Por isso que o cidadão, na democracia absoluta, “não nascem como cidadãos, mas formam-se como tais”. Lindo isso, ainda mais quando colocado em prática. Mas todo a filosofia de Spinoza é uma prática, um plano de imanência puro, absoluto. Daí a cidade não poder ser o efeito do medo, do rancor, da obediência cega às paixões. Pior; da inércia e da servidão dos seus viventes. Como diz o próprio Spinoza, se assim for, isto não seria uma cidade, mas uma solidão. Poderíamos dizer, junto com outra alegria chamada Antonio Negri, que a cidade, na democracia absoluta, é vivida na práxis constitutiva que nos constitui no amor. Ah!; sempre o amor político. Mas espera aí! O que foi? Se assim é na democracia absoluta… Já sei: é completamente diferente na democracia representativa. Exatamente. É porque na democracia representativa o que prevalece é a intecionalidade das classes abastadas constituídas que procuram manter o estado de servidão através das instituições e discursos oficiais. Como o do sufrágio geral que não é geral. E não é! É a palavra representação o importante a se observar aí. Diga lá. Digo sim: a representação surgiu no interesse dos súditos poderem ter seus direitos garantidos por representantes em, toda extensão do Estado-nação. É, mas não disseram também que a representação tranto liga o povo ao governo como o separa radicalmente, pois os súditos alienam suas liberdades para os representantes. Daí passa a existir algo estranho na proposta democrática representativa. O quê? Uma minoria passa a governar uma maioria. E não é. Daí pensarem, neste tipo de democracia, que a liberdade é apenas a conquista de direitos (o direito a ter direitos). Sim, ao contrário de uma liberdade que é a produção de si mesmo preocupada com o direito comum da cidade. Uma produção singular que se envolve e produz o bem comum."
Não gosto  1  Editar  há 1 hora

Magalhães Luís
Provocação: "Muitos dizem que Deus é mais, é tudo, é amor ou como Tomás de Aquino disse na sua “Suma Teológica”: “Deus est in omnibus rebus”, isto é, Deus está em todas as coisas existentes.

“De duas maneiras se diz que Deus está numa coisa: Primeiro, como causa eficiente, e neste sentido ele está em tudo que criou. Segundo, como objeto de uma operação que está naquele que opera, o que é próprio das operações da alma, em que o objeto conhecido está no sujeito que o conhece, e o objeto desejado naquele que o deseja. Por esta segunda modalidade, Deus está de modo especial na criatura racional, que O conhece e que O ama, em ato ou por habitus”, escreveu o filósofo cristão ao aproximar através da razão aristotelismo e cristianismo.

Ora se os gays fazem parte do mundo criado por D'us, para aqueles que acreditam que Deus criou tudo no mundo, como no caso da Igreja Católica tradicional ou a evangelical, elas não podem dizer-se ofendidas, pois se tudo o que Deus criou, ele lá está, o mesmo deve ocorrer com os homossexuais, pois – segundo as crenças da própria igreja- D'us criou tudo que existe. »»» Na Filosofia de Espinosa, Eliezer Abensur, a expressão “Deus é Gay” faz muito sentido. Para Espinosa, deus com minúscula nâo é esta criatura espiritual que criou o mundo. Muito pelo contrário: deus é Natureza, ou seja, é massa, energia, átomos, moléculas, vida, pensamento, pessoas, sociedade, galáxias, etc. Segundo Espinosa, o conceito de deus só tem sentido se for ligado à Natureza. Na filosofia espinosiana, não existe nada FORA DA NATUREZA, inclusive as visões espirituais ou os outros fenómenos que não entendemos. E se eles existem, ele fazem parte da Natureza, porque TUDO é Natureza. O Homem, a Mulher, o Gay, a Lésbica, o Cachorro, a sua Galinha, o seu Peixe no Aquário, Todos são deus porque todos fazem parte da Natureza, está o HaShem ligado à Natureza (KABBALAH; para a Kabbalah o ETERNO não é somente o Criador mas é também a Criação. Ou seja, a Criação não é dissociada do Criador, mas parte d’Ele. A existência de Deus não seria, portanto, distinta do espaço e do tempo; o espaço e o tempo estariam contidos no próprio Deus-Infinito). D'us faz parte da Natureza e não pode estar fora dela. Logo, faz sentido, deus é Gay.

Em suma: Deus também é gay." »»
Não gosto  1  Editar  há 1 hora

Magalhães Luís
Fica a provocação.
Não gosto  1  Editar  há 1 hora

Magalhães Luís
Aguardo comentários sábios.
Não gosto  1  Editar  há 1 hora

Eliezer Abensur
D-us não é gay, ele transcende a sexualidade, a sexualidade é criação dele como a luz e as próprias trevas
Não gosto  1  há 1 hora

Eliezer Abensur
Ele transcende ao amor, porque ele é o criador do amor
Não gosto  1  há 1 hora

Benjamim Medina
espinoza foi excomungadao ,expulso da comunidade portuguesa de amsterdan, por sua filosofia neopanteista
Não gosto  1  há 1 hora

Eliezer Abensur
Ele envolve os infinitos universos, tanto os físicos e seus respectivos universos espelho, quanto os espirituais.
Não gosto  2  há 1 hora

Eliezer Abensur
Ele era gay, e citou várias vezes o Novo Testamento como escritura sagrada em sua obra.
Não gosto  1  há 1 hora

Magalhães Luís
Comente esta citação: »»» Mas na Filosofia de Espinosa, a expressão “Deus é Gay” faz muito sentido. Para Espinosa, deus com minúscula nâo é esta criatura espiritual que criou o mundo. Muito pelo contrário: deus é Natureza, ou seja, é massa, energia, átomos, moléculas, vida, pensamento, pessoas, sociedade, galáxias, etc. Segundo Espinosa, o conceito de deus só tem sentido se for ligado à Natureza. Na filosofia espinosiana, não existe nada FORA DA NATUREZA, inclusive as visões espirituais ou os outros fenómenos que não entendemos. E se eles existem, ele fazem parte da Natureza, porque TUDO é Natureza. O Homem, a Mulher, o Gay, a Lésbica, o Cachorro, a sua Galinha, o seu Peixe no Aquário, Todos são deus porque todos fazem parte da Natureza, está o HaShem ligado à Natureza (KABBALAH; para a Kabbalah o ETERNO não é somente o Criador mas é também a Criação. Ou seja, a Criação não é dissociada do Criador, mas parte d’Ele. A existência de Deus não seria, portanto, distinta do espaço e do tempo; o espaço e o tempo estariam contidos no próprio Deus-Infinito). D'us faz parte da Natureza e não pode estar fora dela. Logo, faz sentido, deus é Gay.
Não gosto  1  Editar  há 1 hora

Eliezer Abensur
As cartas dele a Simon De Vries contém uma tremenda baitolice.
Não gosto  1  há 1 hora

Magalhães Luís
Os da Kabbalah não são neo panteístas?
Não gosto  1  Editar  há 1 hora

Não gosto  1  há 1 hora

Eliezer Abensur
Kabalá nada tem a ver com a filosofia.
Não gosto  1  há 1 hora

Não gosto  1  há 1 hora

Magalhães Luís
Para a Kabbalah o ETERNO não é somente o Criador mas é também a Criação. Ou seja, a Criação não é dissociada do Criador, mas parte d’Ele. A existência de Deus não seria, portanto, distinta do espaço e do tempo; o espaço e o tempo estariam contidos no próprio Deus-Infinito). D'us faz parte da Natureza e não pode estar fora dela.
Editado  Não gosto  1  Editar  há 1 hora

Benjamim Medina
magalhaes ,por defender tanto o baruch, vc deve ser gay ,tambem?
Não gosto  1  há 1 hora

Magalhães Luís
kkkkkkkkkkkkkkkk
Não gosto  1  Editar  há 1 hora

Benjamim Medina
è, ou nao è?confesse,
Não gosto  1  há 1 hora

Magalhães Luís
Sou heterossexual. Estou só a entender.
Não gosto  1  Editar  há 1 hora

Benjamim Medina
saia do armario,
Gosto  há 1 hora

Benjamim Medina
kkkkkkkkkkkk
Não gosto  1  há 1 hora

Magalhães Luís
Numa atitude académica, Benjamim Medina.
Não gosto  1  Editar  há 1 hora

Magalhães Luís
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Não gosto  1  Editar  há 1 hora

Magalhães Luís
Vamos ao tema:
Não gosto  1  Editar  há 1 hora

Magalhães Luís
Segundo a cabala, ou mesmo a religião judaica, o Deus-Infinito não pode ser compreendido pela nossa mente física limitada.
Claro que, apesar disso, os cabalistas não deixam de estudar esses ensinamentos, porque os consideram fundamentais para prosseguir no caminho da evolução espiritual. Um dos estudos mais importantes é justamente o que diz respeito à natureza da divindade. Para começar, os cabalistas preferem o termo Deus-Infinito - uma tradução para ??? ??? (lê-se da direita para a esquerda), ou Ein Sof, aquele que veio antes de tudo, que precede a Criação. Veja o que diz o Zohar sobre o Ein Sof: "Antes de dar qualquer formato ao mundo, antes de produzir qualquer forma, Ele estava só, sem forma e sem semelhança com qualquer outra coisa. Quem então pode compreender como Ele era antes da Criação? Por isso é proibido emprestar-Lhe qualquer forma ou similitude, ou mesmo chamá-Lo pelo Seu nome sagrado, ou indicá-Lo por uma simples letra ou um único ponto... Mas, depois que Ele criou a forma do Homem Celestial, Ele a usou como um veículo por onde descer, e Ele deseja ser chamado por Sua forma, que é o nome sagrado ‘YHWH’".
Não gosto  1  Editar  há 1 hora

Benjamim Medina
bem, o espinoza, por seus escritos filosoficos e, por nao estar de acordo, com a realidade da palavra de DEUS A TORAH , FOI EXCLUIDO-EXCOMUNGADO-
Não gosto  1  há 1 hora

Magalhães Luís
Pode parecer estranho não poder dar um nome a Deus, tornando-o de certa maneira inacessível para os homens. Afinal, se é assim, como pode existir uma experiência mística que permite esse acesso? Bem, a cabala explica que o contato com Deus é realizado indiretamente, por meio de um de seus desdobramentos. "Para tornar-se ativo e criativo, Deus criou as 10 sefirot ou emanações. As sefirot formam a Árvore da Vida, que representa os aspectos de Deus existentes dentro de nós", explica o rabino Alanati. Ou seja, uma maneira de ter o contato místico com Deus é através de uma das 10 sefirot, as mesmas representadas no famoso diagrama. Alanati explica que as 7 esferas mais baixas estão diretamente relacionadas com os 7 dias da Criação descritos no livro do Gênese.
Não gosto  1  Editar  há 1 hora

Benjamim Medina
EHEHE, VC MESMO POE QUE GOTS, KKKKK
Não gosto  1  há 1 hora

Magalhães Luís
Mas como teria se dado exatamente a Criação? A cabala tem um livro dedicado a esse tema: o já citado Sefer Yitizirah. O texto ensina que a primeira emanação do Ein Sof foi ruach (espírito/ar), que em seguida gerou fogo, responsável por formar água. A existência real dessas substâncias potenciais foi comandada por Deus, que as utilizou como matérias-primas de toda a Criação. Por exemplo, a água deu origem à terra, o fogo originou o céu e o ar ocupou o espaço entre eles para formar nosso planeta. Ainda segundo o Sefer, o Cosmos é dividido em 3 partes (cada uma delas contendo uma combinação dos 3 elementos primordiais): o mundo (ou, com alguma abstração, o espaço), o ano (tempo) e o homem.
A cabala divide o Universo em 4 planos de existência, divididos hierarquicamente a partir da emanação do Ein Sof até nós. Nessa ordem, teríamos então: o Atziluth (Mundo da Emanação ou das Causas), que recebe a luz diretamente do Ein Sof; o Beri’ah (Mundo da Criação), onde não há matéria e onde moram os anjos de mais alta hierarquia; o Yitizirah (Mundo da Formação), onde a Criação assume forma material; e o Assiah (Mundo da Ação), onde se completa a Criação e se localiza todo o Universo físico e suas criaturas. No sistema luriânico, um quinto mundo é mencionado, acima do primeiro, e que serviria de mediação entre o Ein Sof e o Mundo da Emanação.
Não gosto  1  Editar  há 1 hora

Magalhães Luís
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Não gosto  1  Editar  há 1 hora

Não gosto  1  há 1 hora

Benjamim Medina
È QUE EM ESPNHOL, , E ASSIM, QUANDO ALGUME GOSTA DA FRESE ,POE ME GUSTA ,EM PORTUGUES DEVE SER GOSTA?
Não gosto  1  há 1 hora

Não gosto  1  Editar  há 1 hora

Benjamim Medina
DEUS o unico criador, è separado da criaçao, do homem, dos vegetais dos animais e de tudo que ha
Gosto  há 1 hora

Magalhães Luís
Mas em Portugal também diz-se: "gusta".
Não gosto  1  Editar  há 1 hora

Benjamim Medina
por ser imortal, e inviusivel a nossos olhos, nao depende da criaçao, para viver, pois vive por si mesmo,
Gosto  há 1 hora

Benjamim Medina
nao,, sei,
Gosto  há 1 hora

Magalhães Luís
Temos dois idiomas oficiais.
Não gosto  1  Editar  há 1 hora

Benjamim Medina
eu acho que è gosta,como em galicia
Não gosto  1  há 1 hora

Magalhães Luís
O português e o mirandés.
Não gosto  1  Editar  há 1 hora

Benjamim Medina
mirandes?
Não gosto  1  há 1 hora

Benjamim Medina
nao mconheço
Não gosto  1  há 1 hora

Magalhães Luís
Vou traduzir isto: "DEUS o único criador, é separado da criação, do homem, dos vegetais dos animais"
Não gosto  1  Editar  há 1 hora

Magalhães Luís
"DEUS l único criador, ye apartado de la criaçon, de l'home, de ls begetales de ls animales"
Não gosto  1  Editar  há 1 hora

Magalhães Luís
A língua mirandesa, ou mirandês, é um idioma pertencente ao grupo asturo-leonês, com estatuto de segunda língua oficial em Portugal.
Editado  Não gosto  1  Editar  há 1 hora

Benjamim Medina
aprece mais catalan,
Não gosto  1  há 1 hora

Benjamim Medina
assim, nao me lembrava
Não gosto  1  há 1 hora

Magalhães Luís
O mirandês tem três sub-dialetos (central ou normal, setentrional ou raiano, meridional ou sendinês); os seus falantes são em maior parte bilingues ou trilingues, pois falam o mirandês e o português, e por vezes o castelhano.
Não gosto  1  Editar  há 1 hora

Benjamim Medina
basta a quantidade de idiomas que tem aqui na espanha,
Não gosto  1  há 1 hora

Magalhães Luís
O catalão tem português.
Não gosto  1  Editar  há 1 hora

Benjamim Medina
algumas palavras,
Não gosto  1  há 1 hora

Benjamim Medina
tem o valenciano, o asturiano, o galego, o judeo espanhol(ladino)-o vasco,
Não gosto  1  há 1 hora

Benjamim Medina
que sao oficiais
Não gosto  1  há 1 hora

Magalhães Luís
Judeo espanhol (ladino) - tem tradutor?
Não gosto  1  Editar  há 1 hora

Benjamim Medina
sim, e tem algo na wikipedia,
Não gosto  1  há 1 hora

Não gosto  1  há 1 hora

Benjamim Medina
como aqui no castellano , que è diferente do castellano da amaerica latina,
Não gosto  1  há 1 hora

Não gosto  1  há 1 hora

Benjamim Medina
ehehe, vc mesmo, poe que gosta de suas frases, kkkkikkkkkk
Não gosto  1  há 1 hora

Benjamim Medina
bem, aqui tem muitas palavras incorporadas no idioma, como chaval-
Não gosto  1  há 1 hora

Magalhães Luís
É PARA DIZER QUE APROVO.
Gosto  Editar  há 1 hora

Benjamim Medina
sim, claro,
Não gosto  1  há 1 hora

Magalhães Luís
QUE SÃO DE BOAS FONTES.
Não gosto  1  Editar  há 1 hora

Não gosto  1  há 1 hora

Magalhães Luís
@PostureoMadrid
"En Fuenla decimos Pesi".
Não gosto  1  Editar  há 1 hora

Magalhães Luís
En el sitio web puesto en marcha [já não funciona] por Pepsico (www. lo digascomolodigas.com) aparece el manifiesto "Dilo como quieras" con la sigiente leyenda: “El Niño Torres lo ha dicho alto y claro, en Fuenlabrada se dice Pesi (…) resulta que Pepsi se dice
Pesi en medio país. La gente nos ha rebautizado. ¿Quienes somos nosotros para decir lo contrario? Súmate a este manifiesto y rebélate contra la Academia de la Lengua…

A patir de ahí se crea la llamada Operación Fuenla – la cual se extenderá,según se anuncia a otras poblaciones de España- para buscar las palabras que marcan la personalidad de las ciudades y de las gentes. El comando encontró en Fuenlabrada (Madrid) términos como pairo, fuenlitástico, escampada, pesetas, echar fichas, alfalfa, truño, pokero, echar sopa, etc. Y colgó los videos de la misión.

La Real Pesipedia Española
Desde otro apartado de la web se hace un llamamiento a los intermautas: “Defiende tu forma de hablar en La Real Pesipedia Española”. Se trata de una sección interactiva donde enviar palabras propias de los internautas que no figuran en el RAE. Los navegantes pueden además subir videos, fotos o simples posts.

Tambien comentan lo que dicen los demás y votan. Todos los que participen optan a premios, como mini ordenadores y móviles, entre otros, si bien sólo los académicos pueden aspirar al gran premio: Viajar con tres amigos haciendo el I Road Trip por cinco ciudades de España.

En la web puede verse igualmente el making off del anuncio televisivo y del spot, el cual es un anuncio dentro de un anuncio.

Un precedente argentino
No se trata un cambio de marca, sino un juego de comunicación realmente original, con su correlato interactivo en Interrnet (web, Facebook), lo que actualmente es habitual en la mayoría de las acciones publicitarias multimedia.
Aunque no es España el primer país de habla hispana donde el cambio fónico está extendido.
La idea base de la campaña, al menos en televisión, procede de Argentina, donde Pepsi ha emitido un spot, en el que Pepsi sonaba Pecsi, de acuerdo con la fonética popular de aquel país.
Editado  Não gosto  1  Editar  há 1 hora

Magalhães Luís
Também dizes, Benjamim Medina, "Pesi"?
Não gosto  1  Editar  há 1 hora

Benjamim Medina
sim, aqui nao se pronuncia o p,
Não gosto  1  há 1 hora

Benjamim Medina
e na traduçao ao ingles, aqui, se fala como escreve
Não gosto  1  há 1 hora

Benjamim Medina
como macgiver, ai se fala maygaiver
Não gosto  1  há 1 hora

Benjamim Medina
e aqui como se escreve
Não gosto  1  há 1 hora

Benjamim Medina
eu moro perto desta cidade fuenlabrada
Não gosto  1  há 1 hora

Não gosto  1  há 1 hora

Magalhães Luís
Fuenlabrada é um município da Espanha na província de Madrid, comunidade autónoma da Madrid. Situa-se a 20 km de Madrid a sul.
Não gosto  1  Editar  há 1 hora

Benjamim Medina
sim, eu to en alcorcon, è uma cidade vizinha
Não gosto  1  há 1 hora

Magalhães Luís
Vou ver laSexta - La Sexta columna: Sí se puede
Não gosto  1  Editar  há 1 hora

Benjamim Medina
e, vc esta aonde agora?
Não gosto  1  há 1 hora

Magalhães Luís
Em Braga, norte de Portugal.
Não gosto  1  Editar  há 1 hora

Benjamim Medina
ata pensei estar no brasil,
Não gosto  1  há 1 hora

Magalhães Luís
Próximo de Vigo.
Não gosto  1  Editar  há 1 hora

Benjamim Medina
sim, ja fui varias vezes em portugal,
Gosto  há 1 hora

Benjamim Medina
eu vejo sempre o intermedio, mas estou agora vendo os simpsons na antena 3
Não gosto  1  há 1 hora

Magalhães Luís
Não sou de origem galaico-portuguesa.
Gosto  1  Editar  há 1 hora

Magalhães Luís
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Não gosto  1  Editar  há 1 hora

Benjamim Medina
e, qual è sua origem,
Não gosto  1  há 1 hora

Magalhães Luís
Sei que existem marranos na minha família paterna.
Não gosto  1  Editar  há 1 hora

Magalhães Luís
Agora dá Increíbles.
Não gosto  2  Editar  há 1 hora

Benjamim Medina
sim, segundo certos estudos metade da populaçao lusa, tem descendencia anussita
Não gosto  1  há 59 minutos

Magalhães Luís
Estou em cima do acontecimento, mas não faz de mim gay.
Não gosto  2  Editar  há 59 minutos

Magalhães Luís
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Não gosto  1  Editar  há 59 minutos

Não gosto  1  há 59 minutos

Não gosto  1  Editar  há 58 minutos

Benjamim Medina
voce nasceu aonde?
Não gosto  1  há 58 minutos

Não gosto  1  Editar  há 58 minutos

Magalhães Luís
Terra da Grande Sinagoga do Porto.
Não gosto  1  Editar  há 57 minutos

Magalhães Luís
A maior da Península Ibérica.
Não gosto  1  Editar  há 57 minutos

Não gosto  1  Editar  há 56 minutos

Magalhães Luís
É meu amigo e judeu.
Não gosto  1  Editar  há 56 minutos

Magalhães Luís
Faz-te amigo dele, Benjamim Medina.
Não gosto  1  Editar  há 55 minutos

Benjamim Medina
nao, nem de perto nem de tonge, nem ao vivo nem a cores, somente pela sua citaçao,
Não gosto  1  há 55 minutos

Magalhães Luís
hispano-luso-argentino
Não gosto  1  Editar  há 54 minutos

Benjamim Medina
ele è artsita
Não gosto  1  há 54 minutos

Magalhães Luís
diretor cênico
Não gosto  1  Editar  há 53 minutos

Magalhães Luís
E é de esquerda.
Não gosto  1  Editar  há 53 minutos

Benjamim Medina
eu sou brasileiro-hispano-luso gitano judio-tapuis e devedor das casas bahia
Não gosto  1  há 53 minutos

Magalhães Luís
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Não gosto  1  Editar  há 53 minutos

Benjamim Medina
e, agora do banco la caixa
Não gosto  1  há 52 minutos

Magalhães Luís
kkkkkkkkkkk
Gosto  Editar  há 52 minutos

Não gosto  1  Editar  há 51 minutos

Benjamim Medina
somente shalom,nao damos abraços, è perigoso, kkkkkkkkkkkkkk
Não gosto  1  há 51 minutos

Benjamim Medina
pè broma,
Gosto  há 50 minutos

Benjamim Medina
è broma,
Não gosto  1  há 50 minutos

Não gosto  1  há 50 minutos

Magalhães Luís
Nem ósculo como o Mourinho?!
Não gosto  1  Editar  há 50 minutos

Benjamim Medina
vou ver e escutar a entrevista
Não gosto  1  há 50 minutos

Não gosto  1  há 50 minutos

Não gosto  1  há 49 minutos

Não gosto  1  Editar  há 48 minutos

Ciclo Ecuménico de Oración

Esta semana oramos por:

Se o homem não deixar de consumir combustíveis fósseis também não terá como minimizar as consequências da braveza dos mares que, de imediato destruirá várias cidades costeiras. E se o consumo deixar de acontecer agora, o homem ainda sofrerá os danos provocados à atmosfera pelo período de 30 a 50 anos, até que o gás já emitido seja dissipado. Com o atual retrato a previsão é de que a água deverá subir entre 4 e 5m de altura. Nos Estados Unidos as principais cidades a serem atingidas são Baltimore, Miami, Nova Orleans, Nova Iorque e até Washington, além de Londres, na Inglaterra. Nova Orleans sofreu com o Katrina, mas nada foi feito para minimizar novas catástrofes, segundo cientistas, que prevêem outros furacões Além dessas, outras cidades costeiras do mundo sofrerão o mesmo efeito, devido às alterações do derretimento das calotas polares e de grandes geleiras. À medida que as calotas derretem aparecerão áreas escuras (antes gélidas e claras), onde o sol ganhará força de impacto, fenômeno chamado pelos cientistas de Efeito Feedback. Esse desaparecimento também indica que o homem presenciará mudanças na Terra. Mas, atualmente, já se registra o desaparecimento de geleiras em todo o mundo. Nas últimas 3 décadas, cerca de 25% das geleiras peruanas desapareceram. Esse registro ocasiona outro efeito nas regiões afetadas. As mudanças, por serem radicais, exigem alterações e respostas rápidas do homem na questão da sobrevivência. Os exemplos registrados até hoje mostram que a segunda parte não acontece. Ao nível dos oceanos que aumentam junte-se o calor nos mares. No ano 2000, um acontecimento jamais visto deixou cientistas perplexos. Uma barreira de 11 mil metros quadrados de gelo desprendeu-se da calota da Antártida e em torno de 3 trilhões de toneladas de gelo seguiram mar adentro. Caso somente o gelo da Antártida e da Groelândia se derreta, o nível do mar aumentará até 9m, segundo previsão científica. Programa Grace A seriedade da situação fez com que a entidade científica de influência global, a Nasa, se unisse a outra agência alemã, para juntas construírem o Programa Grace, com o objetivo de ‘bisbilhotar’ os efeitos do degelo. O programa lançou os satélites Tom e Jerry, que há cinco anos medem as alterações gravitacionais ocasionadas pelo derretimento de gelo na Groelândia e na Antártida. Toda a água compactada em blocos de gelo ao derreter, ocasiona mais pressão por ocupar mais volume no espaço. Satélites monitoram os efeitos do degelo na pressão atmosférica Segundo cientistas o calor derrete entre 100 e 200 bilhões de toneladas de gelo por ano. Invasão de mares Em muitos lugares do mundo o mar é o responsável pela perda de terra seca em função ao aumento de seu nível. Em Bangladesh fazendeiros perderam áreas de plantação de arroz por causa da invasão de água salgada do mar. Além de causar sérios problemas sócio-econômicos, provocando a mudança de comportamento de animais e migrações em massa para países desenvolvidos, o risco da falta de água potável é outro grande problema a enfrentar. No Rio de Janeiro Em São João da Barra, no norte fluminense, uma maré alta destruiu um prédio de quatro andares, em 5 de abril de 2008. Nos últimos 35 anos, o mar avança a média de 3m a cada 12 meses. Mais de 200 casas já foram destruídas pelas ondas, desabrigando moradores. Segundo pesquisas do Departamento de Engenharia Cartográfica da Universidade do Estado de Rio de Janeiro (Uerj), nos últimos meses a erosão tem se acelerado, além do previsto e avançou 7m, o dobro da média anual, medida desde a década de 50. Nos Estados Unidos A cada dia a água do mar invade 30cm de área da cidade de Luziânia (EUA) e grandes áreas de terra são consumidas pelo mar. Na mesma região, 13 ilhas desapareceram nos últimos 100 anos e a remanescente Ilha Robert já perdeu 8m de terra desde junho de 2008. No século passado, os Estados Unidos sofreram a ação devastadora provocada por 167 furacões. Os mais violentos foram o Vilma, Rita e o Katrina. O Projeto Argo, lançado para medir o estado físico dos oceanos, mostra por meio de 3 mil bóias distribuídas pelos oceanos, que o aquecimento ocorre com velocidade alarmante. E somente neste século, os cientistas prevêem a elevação do nível do mar entre 30 a 90cm. Cidades vulneráveis As cidades norte-americanas ameaçadas por furacões do nível 2 (como o Isabel), são Baltimore, Nova Orleans, Miami, Nova Iorque e até Washington. Londres não fica fora da lista. Elas são vulneráveis a furacões que podem provocar o aumento do nível do mar e inundações de 4 a 5m. Segundo previsões, os furacões continuarão e com maior incidência Na Europa Em fevereiro de 1953, a força dos ventos e a maré alta destruíram diques na Holanda, desenvolvidos desde a Idade Média. O resultado foi desastroso, pois 300 fazendas e 3 mil casas foram destruídas e 1,8 mil pessoas morreram. Em 2007 o mar invadiu a capital da Finlândia. Destruição de efeito dominó Os pântanos, ao lado das ilhas, são acidentes geográficos que minimizam a ação de furacões, por desgastar por fricção, a velocidade do vento. Mas, também, ao lado das ilhas, segundo pesquisa, os pântanos estão desaparecendo. O aumento da temperatura dos oceanos também ocasiona tempestades violentas. O oceano mais quentes e o aquecimento que provoca o degelo de calotas polares, causará destruição sem limites. Leia mais no livro Fronteira Final

NOTÍCIAS

Get Adobe Flash player

A minha Lista de blogues