sexta-feira, 25 de maio de 2012

Assexualidade Mística

"A Mulher ideal ... É aquela que mesmo não sendo Deusa, sabe como ninguém trazer um pedacinho do Céu."


Nilce Pinto partilhou a foto de Mensagens e frases.






  • ‎"A Mulher ideal ... É aquela que mesmo não sendo Deusa, sabe como ninguém trazer um pedacinho do céu."

    1

    • Gostas disto.


9 Mas vós sois a geração eleita, o sacerdócio real, a nação santa, o povo todo seu, para que proclameis as grandezas daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz;
10 vós que, em outro tempo, éreis não povo, mas, agora, sois povo de Deus, vós que não havíeis alcançado misericórdia, mas, agora, a tendes alcançado.


11 Amados, rogo-vos como peregrinos e forasteiros, que vos abstenhais dos desejos carnais, que combatem contra a alma,

12 tendo o vosso procedimento bom entre os gentios, a fim de que, naquilo em que murmuram de vós como de malfeitores, considerando-vos pelas vossas obras, glorifiquem a D-us no Dia da Visitação.
Para iniciar a publicação quero ressaltar a publicação supra: 
Verso 11 Amados, rogo-vos como peregrinos e forasteiros, que vos abstenhais dos desejos carnais, que combatem contra a Alma
Quando se der o Arrebatamento da Igreja, "num piscar de olhos" todos os crentes em Jesus, o Messias, de toda a dispensação da Congregação Talmidim (seguidores eleitos) em Yeshua, estarão nos Céus. A noiva do Massiach, a Congregação calvinista, católica/ortodoxa, messiânica, do cristianismo redivivo, judaica reformada, do cristianismo progressista, se reunirá ali, míriades e míriades de pessoas talmidim
O HaShem enxugará todas as lágrimas. Será a nossa reunião celestial. Teremos corpos sobrenaturais, incorruptíveis, que já não sentiremos mais sofrimentos, doenças, ou dor. 
Hare Krishna Prayers meet Mashiah - Man claimed himself the Mashiah ( Messiah) lives on the central square of Carmel Market. Recorded in the Carmel market (Tel-Aviv, Israel) - 07.05.10 AD


Eu estarei diante do trono do ETERNO com o meu Amor Maior, o meu Paizinho, com a minha Mãezinha, com os meus avós e com centenas de santos queridos que foram para o Céu (aqui incluo todos os que foram puros de outras espiritualidades. 
























Todos os que evoluíram por encarnações repetidas para as quais foram atraídos pelo desejo; e das quais se libertaram pelo conhecimento e sacrifício, tornando-se divinos na realidade, como sempre o foram em potencialidade) antes de mim.
Os santos de Yeshua estarão a usar coroas e resplandecentes roupas brancas de justiça, pois somos a noiva adornada para o nosso casamento com o Massiach, o nosso noivo espiritual.

Desejo informar os leitores atentos que

Por meio da sua graça, nós, a sua noiva, estaremos diante do nosso noivo Yeshua, e lhe ofereceremos o nosso dote, as coisas que fizemos em Seu nome. Estas obras não comprarão o Céu e o Grande Milénio e a respectiva eternidade, mas nós as ofereceremos em Amor apaixonado, como dádivas de uma Congregação amorosa a um Amante que a aguarda. Porque, e especialmente os da assexualidade mística inclusiva, O apreendemos nesta vida. Vejam o que diz as Escrituras 

1 Coríntios 6,

12 Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas me convêm. Todas as coisas me são lícitas, mas eu não me deixarei dominar por nenhuma delas. 13 Os manjares são para o ventre, e o ventre, para os manjares; mas D-us destruirá tanto aquele como a estes. Porém o corpo não é para a fornicação, mas para o Senhor, e o Senhor, para o corpo; 14 D-us ressuscitou ao Senhor e também nos ressuscitará a nós pelo seu poder. 15 Não sabeis que os vossos corpos são membros do Massiach? Tirarei, pois, os membros do Massiach e fá-los-ei membros de uma prostituta? De modo nenhum! 16 Porventura, não sabeis que aquele que se une com a prostituta faz-se um corpo com ela? Porque, disse, os dois serão uma só carne. 17 Mas aquele que se une ao Massiach é UM espírito com ele. 
"Mas o corpo não é para a prostituição egoísta [é para a união sincera e pura dos amados, seja no casamento ou na união de facto, seja na assexualidade mística inclusiva], senão para o Senhor [a posteriori no Céu, como a Madre Teresa de Calcutá; ou a priori se for uma mística como Teresa D'Ávila], e o Senhor para o corpo [já transformado]."
Mas aqui surge a pergunta que não quer calar. Porque falo sempre nos "santos", sempre no masculino? Porque nunca no sentido inclusivo e quase sempre no sentido, digamos, "patriarcal". 
Bem, não é nada "patriarcal". 







Ninguém, por um proceder impecável na vida actual, poderá transpor todos os graus da escala do aperfeiçoamento e tornar-se espírito puro, sem passar pelos graus intermediários. Ao espírito cumpre progredir em ciência e em moral. A marcha dos espíritos é progressiva, jamais retrógrada. Eles elevam-se gradualmente na hierarquia e não descem da categoria a que ascenderam. Chegado ao termo que a Providência lhe assinou à vida na erraticidade, o próprio espírito escolhe as provas a que deseja submeter-se para apressar o seu adiantamento. Tais provas estão sempre em relação com as faltas que lhe cumpre expiar. Se delas triunfa, eleva-se; se sucumbe, tem que recomeçar. Mas com a chegada do Arrebatamento, surge um Jubileu especial que interrompe este processo. Por a sua Misericórdia e pelo seu Amor apaixonado por nós que não quer esperar mais» VideNos anos de noviça Teresa do Menino Jesus dá uma volta de 190 graus no modo de apresentar a vida espiritual. Já não considera a santidade como um troféu sem algum defeito para o poder oferecer a Yeshua, mas como uma comunhão de vida com o “Jesus do Amor”. O yeshua que toma posse da jovem Teresa é, ao mesmo tempo, um Massich amante e um Massiach amado.








As vicissitudes da vida corpórea constituem expiações das faltas do passado e, simultaneamente, provas e esperanças amorosas ou não em relação ao futuro que é brilhante ou não. Depuram-nos e elevam-nos as "noites escuras", se as suportarmos resignados e sem murmurar, ou como perplexidade amorosa sofrida, como é o caso místico (que não se deu nela) da Madre Teresa

A Madre Teresa de Calcutá sofreu de uma crise de fé durante grande parte da sua vida terrestre e, inclusive, duvidou da existência de D-us, segundo as suas cartas que foram publicadas num livro.

































"Jesus te ama de uma forma muito especial. No meu caso, o silêncio e o vazio são tão grandes que olho e não vejo, escuto e não ouço", escreveu a missionária ao seu confidente, o reverendo Michael Van Der Peet, em 1979.As cartas, muitas das quais Madre Teresa quis rasgar, aparecem em "Mother Teresa: Come Be My Light" ("Madre Teresa: venha ser a minha luz")
Porque o uso do masculino? Porque as Escrituras e os textos gnósticos o obrigam. Mais tarde, após o termos participado e assentado à mesa farta da festa de casamento preparada para a noiva do Massiach, e termos passado pela "Câmara nupcial do nosso Amado, que sempre foi desejado", vide com muita atenção: http://gnosisportugal.blogspot.pt/2010/12/misterios-da-camara-nupcial.html  .
























 A Comunidade de crentes, é  aqueles que realmente amaram a sua "alma gémea", e o concretizaram em casamentos para a eternidade, ou em juramentos informais, não litúrgicos (por exemplo, a assexualidade mística, ou casos tipo "Romeu e Julieta", São Francisco e Santa Clara [será que estavam apaixonados um pelo outro e sublimaram o seu desejo pela causa nobre a que estavam predestinados?  A sua energia psíquica de tendências e impulsos inaceitáveis primitivos transforma-se e se dirige-se para metas socialmente aceitáveis, isto é, o inconsciente desloca energia de certas tendências condenáveis ou inaceitáveis, para realizações consideradas "superiores"], etc). 























































































  
























































 Mas que eram e são amores reais, comprometidos, "uma só carne"; irão recuperar esta unidade primitiva (o que conhecemos como sacramento católico, ou no sentido reformado, calvinista): o Feminino e masculino. Logo após a "jus primae noctis" especial e ansiosamente esperada. 

Mas nunca será como um "tributo lascivo imposto que era usado pelos senho­res feudais e exigido aos seus vassalos, antes de consumarem o coito com a sua esposa, de acordo com o qual o Senhor Feudal desfrutava das primeiras carícias da noiva do vassalo". (Paolo Mantegazza, GIi amori degli uomini) Também era chamado tributo virginal. Entre algumas tribos primitivas, o "direito à primeira noite" pertencia ao pai da noiva, simbolizando, presumivelmente, a sua autoridade.

Não poder ser entendido assim. 
A descoberta de que o crente em Yeshua tinha nas suas raízes, o ato sexual como algo sacro (sagrado e poderoso), e que o próprio Yeshua o deve ter praticado antes e o irá praticar como um sacramento e um caminho espiritual novamente, pode soar um tanto quanto polémico e até mesmo assustador para muitos de nós, que não somos místicos ou adeptos do gnosticismo.Esses mistérios também estão presentes no evangelho "A Exegese da Alma" assim como no Evangelho de Tomé, Evangelho dos Egípcios, Hipótese dos Arcontes e muitos outros...
"Do céu, o Pai lhe enviou o seu homem, que é o irmão dela, o primogénito. Então o noivo desceu até a noiva (...) E ela se purificou na câmara nupcial (...) Pois desde que aquele matrimónio não é como o matrimónio carnal, aqueles que forem ter relações sexuais um com o outro serão satisfeitos com aquela relação sexual. E como sendo uma obrigação, deixarão para trás o aborrecimento do desejo físico e virarão suas faces um do outro[...] Mas assim que estiverem unidos um com o outro, eles se tornarão uma única vida (...) Este matrimónio os colocou juntos novamente e a alma foi unida ao verdadeiro amor dela (...)"
"A Exegese da Alma"




































































































































No vervete:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Evangelho_de_Maria
encontramos a invocação do "masculino":

















































































































































































































































  "Como poderemos ir aos gentios e pregar o Evangelho do Reino do Filho do Homem? Se nem Ele foi poupado, como o seremos nós?" E Maria os incita a ter coragem: "Vamos antes louvar a sua grandeza, pois Ele nos preparou e tornou-nos homens." Depois ela traz uma visão do Salvador que ela tinha tido e relata a sua conversa com Ele, o que mostra influências Gnósticas.
Saliento esta frase:"E tornou-nos Homens"



Existiu um confronto entre Pedro e Maria (supostamente Madalena), refletindo a tensão entre os gnósticos e um certo cristianismo "masculinizado", em fase de consolidação. 


































































































Podemos ver esta "masculinização" em 1 Timóteo 2: 13 [Verso 13] Porque primeiro foi formado Adão, depois Eva. 14 [Verso 14] E Adão não foi enganado, mas a mulher, sendo enganada, caiu em transgressão. 15 [Verso 15] Salvar-se-á, porém, dando à luz filhos, se permanecer com modéstia na fé, no amor e na santificação.  


































































































 



 




Mãe Física, na forma "natural" ou


Mãe Espiritual
Casamento para a Eternidade: Podemos compreender o nosso destino apoiando-nos no magistério mormónico. E sem necessidades de Templos. Só um amor verdadeiro que almeja a eternidade: Os Profetas da Igreja Sud têm ensinado de maneira invariável que o elemento mais perfeito e culminante do grande plano de D-us para abençoar os Seus filhos é o casamento eterno. O Presidente Ezra Taft Benson declarou: “A fidelidade ao convénio do casamento [ou da assexualidade mística] traz-nos a mais plena alegria nesta vida, e recompensas gloriosas na vida futura”. (The Teachings of Ezra Taft Benson [1988], pp. 533-534). O Presidente Howard W. Hunter descreveu o casamento celestial como “a suprema ordenança do evangelho”, e esclareceu que apesar de poder levar “muito mais tempo [para alguns], talvez até além desta vida mortal”, ele não será negado a nenhum [Amor Maior] digno. (Teachings of Howard W. Hunter, ed. Clyde J. Williams [1997], pp. 132, 140) O Presidente Gordon B. Hinckley chamou o casamento eterno de “uma coisa maravilhosa” 
(ver “O Que Deus Ajuntou”, A Liahona, julho de 1991, p. 80) e uma “dádiva mais preciosa que todas as outras”. (“O Casamento que Perdura”, A Liahona, novembro de 1974, p. 49). Vide: http://www.lds.org/conference/talk/display/0,5232,89-2-354-32,00.html 
Nota Final: 1. Teresa D'Ávila foi a primeira a romper com o domínio masculino e com o prazer sexual longe do lugar comum (todo o seu ser era levado em transportes de Amor, estes proporcionados por o Massiach) nas Igrejas do seu tempo conturbado. Vide o meu livro: CARTAS EM NOME DO AMOR

Santa Teresa de Jesus era uma feminista revolucionáriasexual que descrevia as suas experiências místicas
como “orgasmos carnais”
.
"A sua relação com Cristo a expressou como umarelação muito sexual. Nas suas transverberações -umprocesso espiritual e carnal muito complexo que se

parece muito a um acto sexual mas que não se podereduzir à palavra orgasmo, porque muitíssimas mulherestêm orgasmos e Santa Teresa só há uma-, sentia-setranspassada pelo dardo de D-us; assim, se houver escândalo, será dele, não meu.

2. 1 Coríntios 7: "1 [...] É bom para o homem [e para a mulher] não partilharem a câmara nupcial. [Que os vossos quartos sejam uma cela monástica]" - Esta frase evoca Génese 2:18, que ela parece contradizer claramente: "Não é bom que o Homem fique só [mas é bom que a mulher Lilith fique a habitar lugares desertos como demónio feminino. Lilith é também referida na Kabbalah como a primeira mulher do bíblico Adam, sendo que numa passagem (Patai 81: 455f) ela é acusada de ser a serpente que levou Javá a comer do fruto proibido]. Qual a razão de tal frase misteriosa? A resposta é simples: "É que para o cristão, que é membro activo da Igreja, a solitude do primeiro Adam não existe mais" (Haering). Pode-se também traduzir: "Eis a minha resposta ao que vós me escrevestes, que é bom para o homem e para a mulher não conhecerem-se (coito formal)". Mas de qualquer forma, no verso 8,  Paulo esta frase como sua. Entretanto, o Apóstolo desaconselha a continência total dos esposos (versos 2-5), contrariamente sem dúvida a certas correntes que se propagavam entre os coríntios.

3. "Mas aquele que se une ao Massiach é uma só carne com ele" - Paulo recorre, no original, "é com ele um só espírito", e com esta santa prudência ele procura condicionar o realismo da sua insistência sobre a união carnal com o Senhor. Aqui ele podia ter mencionado a mulher, mas escolheu antes a prostituta. Vide ponto 2. 
O Apóstolo quer evitar qualquer realismo grosseiro, o que era comum no Tanakh. A impureza do devasso, Paulo opta ir por este caminho mais fácil sem constranger o matrimónio, peca mais contra o seu próprio corpo do que aquele que comete um outro pecado; a impureza está em contradição com o destino do corpo do crente em Yeshua, que é um dos membros ("uma só carne") do Corpo amante do KYRIOS.

4.  "But you were washed clean (purified by a complete atonement for sin and made free from the guilt of sin), and you were consecrated (set apart, hallowed), and you were justified [pronounced righteous, by trusting] in the name of the Lord Yeshua HaMashiach and in the [Holy] Spirit of our G-d.12  Everything is permissible (allowable and lawful) for me; but not all things are helpful (good for me to do, expedient and profitable when considered with other things). Everything is lawful for me, but I will not become the slave of anything or be brought under its power.13  Food [is intended] for the stomach and the stomach for food, but G-d will finally end [the functions of] both and bring them to nothing. The body is not intended for sexual immorality, but [is intended] for the Lord, and the Lord [is intended] for the body [to save, sanctify, love, and raise it again]. | "Okhel (food) for the stomach and the stomach for okhel," but Hashem will destroy both one and the other (1:8; 3:13; 5:5); but the [mistical romantic] body is not for zenut but for [the romantic] Hashem, and Hashem for the [the mistical romantic] body." [ vide: Kehilah in Corinth I 6]

Paulo nestes versos combate a opinião segundo a qual não há diferença entre as necessidades da alimentação e as da vida sexual. Responde: aquelas (i.e., os alimentos e o estômago) estão ligadas ao mundo hodierno e ao Grande Milénio e desaparecerão com eles (verso 13); mas (conferir 10:31) a vida sexual afecta a pertença a Yeshua HaMashiach e deve ser compatível com a dignidade de membro activo do KYRIOS (versos 15-17; cf. Ef 5: 21-33+).

Yeshua HaMashiach, o verdadeiro Messias, quando retornar dos Céus e vencer a trindade satânica, governará no Grande Milénio em Ariel (Jerusalém) - o Reinado de mil anos do HaShem (D-us) sobre a terra. Pela primeira vez em séculos, Ariel não temerá os seus inimigos. E depois do Grande Milénio, quando Satanás e os seus seguidores tiverem sido eternamente banidos para o lago de fogo, o HaShem vai destruir este mundo actual. Então ele nos presenteará com um novo céu e uma nova terra, para a qual descerá a Nova Ariel (Nova Jerusalém).

Passarei a fazer a citação de Apocalipse/Revelação 21. Trata-se de símbolos (mas lembrem-se, por detrás dum símbolo, esconde-se a verdadeira realidade. E que é muito superior!) e que belos símbolos aqui encontramos. Vamos à citação: 

Hisgalus 21

1 And I saw Shomayim Chadashim (New Heavens) and Eretz Chadasha (a New Earth), for the shomayim harishonah (the first heaven) and haaretz harishonah (the first earth) were passed away, and there is no longer any Yam (Sea).2 And I saw the Ir Hakodesh, the Yerushalayim HaChadasha coming down and descending out of Shomayim from Hashem, having been made ready as a Kallah adorned for her Ba'al (Husband). [NECHEMYAH 11:18; YESHAYAH 52:1]3 And I heard a kol gadol (loud voice), a Bat Kol from the Kisse (Throne) saying, "Hinei, The Mishkan of Hashem is with men, and He shall tabernacle with them, and they shall be His people, and Hashem Himself shall dwell among them. [SHEMOT 25:8; DIVREY HAYAMIM BAIS 6:18; YECHEZKEL 48:35; ZECHARYAH 2:10]4 "And He will wipe away every tear from their eyes, and there shall not be any longer Mavet, nor Avelut nor weeping nor pain; the former things have passed away." [YESHAYAH 25:8; 35:10] | »»»»»»»»»»»»»»»»»

Apocalipse 21

A Nova Jerusalém

1 Então vi novos céus e nova terra, pois o primeiro céu e a primeira terra tinham passado; e o mar já não existia. 2 Vi a Cidade Santa, a nova Jerusalém, que descia dos céus, da parte de Deus, preparada como uma noiva adornada para o seu marido. 3 Ouvi uma forte voz que vinha do trono e dizia: “Agora o tabernáculo de Deus está com os homens, com os quais ele viverá. Eles serão os seus povos; o próprio Deus estará com eles e será o seu Deus. 4 Ele enxugará dos seus olhos toda lágrima. Não haverá mais morte, nem tristeza, nem choro, nem dor, pois a antiga ordem já passou”. ||||||

9 And one of the shivat hamalachim having the sheva ke'arot (bowls) being full of the last sheva makkot (plagues), came and spoke with me, saying "Bo! I will show you the Kallah of the SEH" (Lamb, SHEMOT 12:3; YESHAYAH 53:7 Moshiach).10 And he carried me away in the Ruach Hakodesh onto a great and high mountain, and showed me the Ir Hakodesh, Yerushalayim, descending and coming down out of Shomayim from Hashem, [YECHEZKEL 40:2]11 Having the Shekhinah kavod (glory) of Hashem. Her brilliance, was like a precious stone, even a jasper, clear as crystal, [YESHAYAH 60:1,2; YECHEZKEL 43:2]12 Having a great and high wall, having Shneym Asar She'arim (Twelve Gates), and at the She'arim (Gates), Shneym Asar malachim (Twelve angels), and SHEMOT (Names) were inscribed on them, which are the shemot (names) of the Shneym Asar Shivtei HaBnei Yisroel (Twelve Tribes of the Bnei Yisroel). [YECHEZKEL 48:30-34]13 There were shloshah she'arim (three gates) on the mizrach (east), there were shloshah she'arim on the tzafon (north), and shloshah she'arim on the darom (south) and shloshah she'arim on the ma'arav (west).14 And the wall of the Ir Hakodesh had Shneym Asar Foundation Stones, and on them were the Shneym Asar shemot (names) of the Shneym Asar Shlichim of the SEH (Lamb, SHEMOT 12:3; YESHAYAH 53:7 Moshiach).15 And the one speaking with me had a gold measuring rod, that he might measure the Ir Hakodesh and its she'arim (gates) and its wall. [YECHEZKEL 40:3]16 And the city is laid out foursquare, shaped like a cube, and its length is as great as the width; and he measured the Ir Hakodesh with the rod across and it measured Shneym Asar (Twelve) thousand stadia (fifteen hundred miles); the length and the breadth and the height are equal.17 And he measured its wall a hundred forty-four cubits (seventy-two yards) by man's measurement, which is also that of the malachim.18 And the wall was constructed of jasper and the Ir was pure zahav (gold) like clear glass.19 The foundation stones of the wall of the city were adorned with every kind of precious stone, harishon (the first) foundation stone was jasper, hasheni (the second), sapphire, hashlishi (the third), chalcedony, harevi'i (fourth), emerald; [SHEMOT 28:17-20; YESHAYAH 54:11, 12; YECHEZKEL 28:13]20 The fifth, sardonyx, the sixth, carnelian, the seventh, chrysolite, the eighth, beryl, the ninth, topaz, the tenth, chrysoprase, the eleventh, jacinth, the twelfth, amethyst.21 And the Shneym Asar she'arim were Shneym Asar pearls, respectively each one of the she'arim was a single pearl. And the rekhov (street) of the city was pure zahav (gold), like transparent glass. [YESHAYAH 54:12]22 And I saw no Heikhal in it, for Adonoi Hashem El Shaddai and the SEH (Lamb, SHEMOT 12:3; YESHAYAH 53:7 Moshiach) are its Beis HaMikdash.23 And the city has no need of the shemesh (sun) nor of the levanah (moon) that they may shine in it, for the kavod (glory) of Hashem illumined it and its menorah is the SEH (Lamb, SHEMOT 12:3; YESHAYAH 53:7 Moshiach). [YESHAYAH 24:23; 60:19]24 And the Nations shall walk their derech by its Ohr (Light), and the melachim (kings) of ha'aretz shall bring their glory into it. [YESHAYAH 60:3,5]25 And b'yom (for there will be no Lailah) the she'arim (gates) of it shall never be shut. [YESHAYAH 60:11; ZECHARYAH 14:7]26 And the melachim will bring the kavod (glory) of the Nations into it.27 And never may enter into it any thing tameh and anyone practicing to'evah (abomination) and sheker (falsehood), but only the ones having been written in the Sefer HaChayyim Shel HaSEH (the Book of Life of the Lamb, SHEMOT 12:3; YESHAYAH 53:7 Moshiach). [YESHAYAH 52:1; YOEL 3:17] | 9 Um dos sete anjos que tinham as sete taças cheias das últimas sete pragas aproximou-se e me disse: “Venha, eu lhe mostrarei a noiva, a esposa do Cordeiro”. 10 Ele me levou no Espírito a um grande e alto monte e mostrou-me a Cidade Santa, Jerusalém, que descia dos céus, da parte de Deus. 11 Ela resplandecia com a glória de Deus, e o seu brilho era como o de uma jóia muito preciosa, como jaspe, clara como cristal. 12 Tinha uma grande e alta muralha com doze portas e doze anjos junto às portas. Nas portas estavam escritos os nomes das doze tribos de Israel. 13 Havia três portas ao oriente, três ao norte, três ao sul e três ao ocidente. 14 A muralha da cidade tinha doze fundamentos, e neles estavam os nomes dos doze apóstolos do Cordeiro.
15 O anjo que falava comigo tinha como medida uma vara feita de ouro, para medir a cidade, suas portas e seus muros. 16 A cidade era quadrangular, de comprimento e largura iguais. Ele mediu a cidade com a vara; tinha dois mil e duzentos quilômetros de comprimento; a largura e a altura eram iguais ao comprimento. 17 Ele mediu a muralha, e deu sessenta e cinco metros de espessura, segundo a medida humana que o anjo estava usando. 18 A muralha era feita de jaspe e a cidade era de ouro puro, semelhante ao vidro puro. 19 Os fundamentos dos muros da cidade eram ornamentados com toda sorte de pedras preciosas. O primeiro fundamento era ornamentado com jaspe; o segundo com safira; o terceiro com calcedônia; o quarto com esmeralda; 20 o quinto com sardônio; o sexto com sárdio; o sétimo com crisólito; o oitavo com berilo; o nono com topázio; o décimo com crisópraso; o décimo primeiro com jacinto; e o décimo segundo com ametista. 21 As doze portas eram doze pérolas, cada porta feita de uma única pérola. A rua principal da cidade era de ouro puro, como vidro transparente.
22 Não vi templo algum na cidade, pois o Senhor Deus todo-poderoso e o Cordeiro são o seu templo. 23 A cidade não precisa de sol nem de lua para brilharem sobre ela, pois a glória de Deus a ilumina, e o Cordeiro é a sua candeia. 24 As nações andarão em sua luz, e os reis da terra lhe trarão a sua glória. 25 Suas portas jamais se fecharão de dia, pois ali não haverá noite. 26 A glória e a honra das nações lhe serão trazidas. 27 Nela jamais entrará algo impuro, nem ninguém que pratique o que é vergonhoso ou enganoso, mas unicamente aqueles cujos nomes estão escritos no livro da vida do Cordeiro.

Hisgalus 22

1 And he showed me a nahar (river) of Mayim Chayyim (Water of Life) bright as crystal, going forth out of the Kisse (Throne) of Hashem and of the SEH (Lamb, SHEMOT 12:3; YESHAYAH 53:7 Moshiach), [TEHILLIM 36:8; 46:4; YECHEZKEL 47:1; ZECHARYAH 14:8]2 In the middle of the rekhov (street) of it, and on either side on the nahar (river) was the Etz HaChayyim, producing Shneym Asar Perot (Twelve Fruits), according to each chodesh (month), yielding the p'ri of it, and the leaves of the Etz (tree) were for the refu'ah (healing) of the Nations [YECHEZKEL 47:12]3 And there shall no longer be any Kelalah (Curse), and the Kisse (Throne) of Hashem and of the SEH (Lamb, SHEMOT 12:3; YESHAYAH 53:7 Moshiach) shall be in it, and His avadim shall serve Him. [ZECHARYAH 14:11]4 And they shall see His face, and ha-Shem of Him will be on the metsakhim (foreheads) of them.5 And there shall no longer be Lailah, and they have no need of the ohr (light) of a menorah and the ohr (light) of the shemesh (sun), because Hashem Adonoi will give forth ohr (light) on them, and they shall reign l'Olemei Olamim. [YESHAYAH 60:19; DANIEL 7:27 | »»»»»»»»»»»

Apocalipse 22

O Rio da Vida

1 Então o anjo me mostrou o rio da água da vida que, claro como cristal, fluía do trono de Deus e do Cordeiro, 2 no meio da rua principal da cidade. De cada lado do rio estava a árvore da vida, que frutifica doze vezes por ano, uma por mês. As folhas da árvore servem para a cura das nações. 3 Já não haverá maldição nenhuma. O trono de Deus e do Cordeiro estará na cidade, e os seus servos o servirão. 4 Eles verão a sua face, e o seu nome estará em suas testas. 5 Não haverá mais noite. Eles não precisarão de luz de candeia, nem da luz do sol, pois o Senhor Deus os iluminará; e eles reinarão para todo o sempre.

(Citações: Apocalipse 21:1-4, 9-27; 22:1-5)

Mas que quadro glorioso! A bela Ariel, que tem resistido a tanto e tanto sofrimento, será magnificamente redimida! As Escrituras sacras conta-nos que pela fé Abraham Avinu (Abraão) olhou para a Nova Ariel da eternidade, "a Harl (Cidade) que tem fundamentos, da qual o Hashem é o arquitecto e edificador" (Hebreus 11:10). Muitos dos santos do Tanakh e dos santos místicos ansiaram pela Nova Ariel e pelo seu Amado, "por isso, o Eterno não se envergonha deles, de ser chamado o seu Hashem, porquanto lhes preparou uma harl [e uma câmara nupcial]" (Hebreus 11:16).
O próprio HaShem, o nosso D-us ciumento, terá o seu descanso de tanta e tanta infidelidade. Recordemos a sua dor pungente de Amante chifrado: 

Yechezkel 23

19 [...] she multiplied her zonah harlotry, in calling to remembrance the days of her youth, wherein she had played the zonah in Eretz Mitzrayim.20 For she lusted upon their pilagshim (illicit lovers), whose basar is as the basar of chamorim, and whose issue is like the issue of susim.


Ezequiel 23

19 Contudo, ela ia se tornando cada vez mais promíscua à medida que se recordava dos dias da sua juventude, quando era prostituta no Egito. 20 Desejou ardentemente os seus amantes, cujos membros eram como os de jumentos e cuja ejaculação era como a de cavalos. 

A assexualidade mística que não terá lugar no Grande Milénio, mas que será um tempo de contenção amorosa para o HaShem; será um tempo de realização para os amantes deste tempo. O assexual místico verá realizado o seu desejo nos novos céus e na nova terra. Sem "noites escuras".








Incluo aqui um contraditório (porque respeito vocês muito) não tanto a mim (mas me incluo a mim também, pois qualquer forma de calvinismo progressista e sincretista é olhado como heresia por estes dois ministros conservadores que vou citar), mas principalmente ao reverendo John Hagee, feito por um pastor batista (Fábio Vaz) e um pastor presbiteriano (Geremias Vale) - ambos reformados e apaixonados pela glória de D-us.
DESMASCARANDO O DOGMA DISPENSACIONALISTA

Ciclo Ecuménico de Oración

Esta semana oramos por:

Se o homem não deixar de consumir combustíveis fósseis também não terá como minimizar as consequências da braveza dos mares que, de imediato destruirá várias cidades costeiras. E se o consumo deixar de acontecer agora, o homem ainda sofrerá os danos provocados à atmosfera pelo período de 30 a 50 anos, até que o gás já emitido seja dissipado. Com o atual retrato a previsão é de que a água deverá subir entre 4 e 5m de altura. Nos Estados Unidos as principais cidades a serem atingidas são Baltimore, Miami, Nova Orleans, Nova Iorque e até Washington, além de Londres, na Inglaterra. Nova Orleans sofreu com o Katrina, mas nada foi feito para minimizar novas catástrofes, segundo cientistas, que prevêem outros furacões Além dessas, outras cidades costeiras do mundo sofrerão o mesmo efeito, devido às alterações do derretimento das calotas polares e de grandes geleiras. À medida que as calotas derretem aparecerão áreas escuras (antes gélidas e claras), onde o sol ganhará força de impacto, fenômeno chamado pelos cientistas de Efeito Feedback. Esse desaparecimento também indica que o homem presenciará mudanças na Terra. Mas, atualmente, já se registra o desaparecimento de geleiras em todo o mundo. Nas últimas 3 décadas, cerca de 25% das geleiras peruanas desapareceram. Esse registro ocasiona outro efeito nas regiões afetadas. As mudanças, por serem radicais, exigem alterações e respostas rápidas do homem na questão da sobrevivência. Os exemplos registrados até hoje mostram que a segunda parte não acontece. Ao nível dos oceanos que aumentam junte-se o calor nos mares. No ano 2000, um acontecimento jamais visto deixou cientistas perplexos. Uma barreira de 11 mil metros quadrados de gelo desprendeu-se da calota da Antártida e em torno de 3 trilhões de toneladas de gelo seguiram mar adentro. Caso somente o gelo da Antártida e da Groelândia se derreta, o nível do mar aumentará até 9m, segundo previsão científica. Programa Grace A seriedade da situação fez com que a entidade científica de influência global, a Nasa, se unisse a outra agência alemã, para juntas construírem o Programa Grace, com o objetivo de ‘bisbilhotar’ os efeitos do degelo. O programa lançou os satélites Tom e Jerry, que há cinco anos medem as alterações gravitacionais ocasionadas pelo derretimento de gelo na Groelândia e na Antártida. Toda a água compactada em blocos de gelo ao derreter, ocasiona mais pressão por ocupar mais volume no espaço. Satélites monitoram os efeitos do degelo na pressão atmosférica Segundo cientistas o calor derrete entre 100 e 200 bilhões de toneladas de gelo por ano. Invasão de mares Em muitos lugares do mundo o mar é o responsável pela perda de terra seca em função ao aumento de seu nível. Em Bangladesh fazendeiros perderam áreas de plantação de arroz por causa da invasão de água salgada do mar. Além de causar sérios problemas sócio-econômicos, provocando a mudança de comportamento de animais e migrações em massa para países desenvolvidos, o risco da falta de água potável é outro grande problema a enfrentar. No Rio de Janeiro Em São João da Barra, no norte fluminense, uma maré alta destruiu um prédio de quatro andares, em 5 de abril de 2008. Nos últimos 35 anos, o mar avança a média de 3m a cada 12 meses. Mais de 200 casas já foram destruídas pelas ondas, desabrigando moradores. Segundo pesquisas do Departamento de Engenharia Cartográfica da Universidade do Estado de Rio de Janeiro (Uerj), nos últimos meses a erosão tem se acelerado, além do previsto e avançou 7m, o dobro da média anual, medida desde a década de 50. Nos Estados Unidos A cada dia a água do mar invade 30cm de área da cidade de Luziânia (EUA) e grandes áreas de terra são consumidas pelo mar. Na mesma região, 13 ilhas desapareceram nos últimos 100 anos e a remanescente Ilha Robert já perdeu 8m de terra desde junho de 2008. No século passado, os Estados Unidos sofreram a ação devastadora provocada por 167 furacões. Os mais violentos foram o Vilma, Rita e o Katrina. O Projeto Argo, lançado para medir o estado físico dos oceanos, mostra por meio de 3 mil bóias distribuídas pelos oceanos, que o aquecimento ocorre com velocidade alarmante. E somente neste século, os cientistas prevêem a elevação do nível do mar entre 30 a 90cm. Cidades vulneráveis As cidades norte-americanas ameaçadas por furacões do nível 2 (como o Isabel), são Baltimore, Nova Orleans, Miami, Nova Iorque e até Washington. Londres não fica fora da lista. Elas são vulneráveis a furacões que podem provocar o aumento do nível do mar e inundações de 4 a 5m. Segundo previsões, os furacões continuarão e com maior incidência Na Europa Em fevereiro de 1953, a força dos ventos e a maré alta destruíram diques na Holanda, desenvolvidos desde a Idade Média. O resultado foi desastroso, pois 300 fazendas e 3 mil casas foram destruídas e 1,8 mil pessoas morreram. Em 2007 o mar invadiu a capital da Finlândia. Destruição de efeito dominó Os pântanos, ao lado das ilhas, são acidentes geográficos que minimizam a ação de furacões, por desgastar por fricção, a velocidade do vento. Mas, também, ao lado das ilhas, segundo pesquisa, os pântanos estão desaparecendo. O aumento da temperatura dos oceanos também ocasiona tempestades violentas. O oceano mais quentes e o aquecimento que provoca o degelo de calotas polares, causará destruição sem limites. Leia mais no livro Fronteira Final

NOTÍCIAS

Get Adobe Flash player

A minha Lista de blogues